Brasil pode atingir 562,8 mil mortes até julho, segundo universidade do EUA

Caso seja uma projeção verdadeira, a alta vai ser de 70,4% em quase três meses

Por: Aline Bueno Silvestre | 04 abril - 22:32

Uma projeção feita pela Universidade de Washington, dos Estados Unidos, mostrou que o Brasil pode alcançar 562,8 mil mortes até julho, com a Covid-19. Já foram mais de 330 mil mortes no país.

A epidemiologista Ethel Maciel falou sobre a análise em sua conta do Twitter.

Por isso, se a análise for verdadeira, a alta vai ser de 70,4%. O estudo foi feito pelo Institute for Health Metrics and Evaluation (IHME), Instituto de Métricas e Avaliação em Saúde na tradução, que é ligado à universidade.

Três possíveis cenários da pandemia no Brasil, segundo o estudo

Além disso, são três cenários. O primeiro estudo dos 562,8 mil é o mais provável, mas que conta com vacinas sem atrasos e medidas de restrições de seis semanas quando o número de mortes diárias passar de 8 casos por milhão de habitantes e outras ações.

Em outro cenário, o número de óbitos até julho cai para 507,7 mil. Os pontos são os mesmos considerados no cenário anterior, como o uso de máscara constante ao sair de casa. 

O pior cenário eleva o número de mortes para 597,7 mil. Nele, as pessoas vacinadas deixam de usar máscaras um mês após a segunda dose e as novas variantes conseguem se transmitir com mais facilidade.

Os pesquisadores estimam que o pico de mortes no Brasil ocorra em 24 de abril, com 3.930 óbitos. 

*Com informações da CNN Brasil.

A mesma universidade tinha feito um estudo sobre os óbitos por Covid-19 em abril no Brasil. Leia a matéria completa.

LEIA MAIS:

OMS pede que Brasil apoie suspensão de patentes de vacinas

Letalidade aumentou com a difusão da variante brasileira, aponta estudo

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você