Bolsonaro volta a defender “tratamento precoce”. Ministro da saúde disse não existir tratamento para prevenir do covid

Ele ainda critica dizendo que o procedimento parece que "passou a ser crime no Brasil"

Por: Larissa Placca | 01 abril - 23:52

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), em sua live semanal nesta quinta-feira (1), defendeu novamente o “tratamento precoce” contra a covid-19. Ele ainda critica dizendo que o procedimento parece que “passou a ser crime no Brasil”. Devido à repercussão de pessoas e especialistas contrárias ao tratamento.

‘Kit Covid’: conheça os medicamentos que fazem parte do “tratamento precoce” da doença

Bolsonaro, com a declaração, contrariou a recomendação do seu novo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.  “Muita gente no Brasil faz o tratamento precoce e o preventivo também”, disse o chefe do Planalto.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em pronunciamento.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em pronunciamento. Foto: Agência Brasil/Divulgação

Na semana passada, o ministro da Saúde afirmou não existir tratamento para prevenir do coronavírus, entretanto, ele ressaltou que a decisão de indicar medicamentos “compete ao médico, dentro de uma ambiência onde não existe uma evidência científica forte, com a sua autonomia milenar para prescrever medicamentos”.

Desde o início da pandemia, o presidente defende o “tratamento precoce”, ou seja, antes de contrair a Covid, que consiste na utilização de medicamentos como cloroquina, hidroxicloroquina, ivermectina e azitromicina.

Na live, o presidente também comentou sobre um novo medicamento. “Já chegou à Anvisa a proxalutamida. É um medicamento que é desenvolvido conjuntamente com os Estados Unidos. Não é só nosso não, tá? Em conjunto com os pesquisadores americanos, de modo então que tenhamos então um remédio, mais cedo ou mais tarde, um remédio eficaz para combater aí a covid”, disse.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Deputado estadual que “proibiu o uso de máscaras” em seu gabinete é internado por 3 dias em UTI com covid-19

OMS diz que Brasil está em ‘situação crítica’ da pandemia

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você