Após ter dados questionados, AstraZeneca reduz eficácia de vacina para 76%

Eficácia para prevenir quadros graves ou necessidade de internação segue em 100%

Por: Sophia Bernardes | 25 março - 10:04

Após ser questionada sobre os resultados da eficácia do seu imunizante, a farmacêutica AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford, atualizou nesta quarta-feira (24), os dados sobre a vacina que produz contra a Covid-19, apontando 76% de eficácia em casos sintomáticos da doença.

No início da semana, a farmacêutica havia divulgado dados sobre a eficácia da vacina que indicava 79%, porém foram contestados por especialistas americanos que afirmaram que as informações estavam desatualizadas.

Imagem das vacinas AstraZeneca

Foto: Agência Brasil

Ainda assim, a eficácia para prevenir quadros graves ou necessidade de internação continua em 100%, segundo a AstraZeneca.

De acordo com a nova análise informada, entre idosos com mais de 65 anos, a vacina alcança 85% na prevenção dos sintomas.

No estudo realizado em 32.449 voluntários nos Estados Unidos, Peru e Chile, mostrou que as pessoas que receberam a vacina tinham 76% menos probabilidade de apresentar qualquer sintoma da Covid-19 em comparação com os participantes que receberam o placebo.

A gigante farmacêutica AstraZeneca, desenvolveu o imunizante com a Universidade de Oxford, na Grã-Bretanha, tem lutado para a aceitação do imunizante. Foi a primeira imunização no mundo ocidental, indo para os braços de voluntários em 4 de janeiro.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

São encontradas 29 milhões de doses da vacina AstraZeneca em fábrica na Itália

Brasil vai receber insumos para produzir 31 mi da vacina da Oxford/AstraZeneca

Confira o cronograma completo de entrega de vacinas contra a covid

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você