Apesar de queda, 591 cidades têm risco de ficar sem kit intubação, de acordo com a CNM

A Confederação questionou aos gestores se, ao longo deste ano, o hospital da região enfrentou problemas relacionados à falta do kit intubação

Por: Sophia Bernardes | 23 abril - 13:30

De acordo com os dados divulgado pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), pelo menos 591 municípios brasileiros estão a beira de zerar os kit intubação para atendimento aos pacientes com a covid-19 internados.

De acordo com CNM, embora nesta semana tenha havido uma queda nesses números, em comparação com a semana anterior, a quantidade de municípios com desabastecimento de kits ainda é considerada preocupante.

Foto: Agência Brasil

A Confederação questionou aos gestores se, ao longo deste ano, o hospital da região enfrentou problemas relacionados à falta do kit intubação. Para 35,5%, das prefeituras confirmaram o desabastecimento. Em contrapartida, 57,4% indicaram que não houve esse problema.

Oxigênio

A falta de oxigênio é uma preocupação para 171 dos municípios pesquisados. “Isso indica que este problema semana a semana está sendo resolvido. Em 89,5% (1.875) das cidades não houve esse risco nesta semana”, afirma a Confederação.

Vacinas

A campanha de vacinação da primeira dose do imunizante contra a Covid-19 no grupo prioritário foi interrompida nesta semana por falta de imunizantes em 499 dos municípios que responderam à consulta. Já 1.554 afirmaram haver vacinas disponíveis, de acordo com a CNM.

Upas

Referente aos pacientes internados com Covid-19 em Unidades de Pronto Atendimento), 273 municípios afirmaram que está ocorrendo. Já 1.757 afirmaram não estar com esse problema nesta semana.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Ministério da Saúde lançará protocolo de remédio contra a Covid e cogita a Cloroquina

SUS recebe remédios do ‘kit intubação’ em mandarim, e entidades pedem tradução para evitar riscos

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: