Anvisa recebe pedido para uso emergencial da vacina Sputnik V

o pedido tem prazo de sete dias úteis para ser avaliado pela agência

Por: Sophia Bernardes | 26 março - 12:49

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) confirmou que recebeu na madrugada de hoje (26), o pedido para uso emergencial da vacina contra covid-19 Sputnik V, desenvolvida pelo Instituto Gamaleya da Rússia.

O pedido feito pela farmacêutica, tem prazo de sete dias úteis para ser avaliado pela agência. Este prazo não considera o tempo do processo em status de exigência técnica, que é quando o laboratório precisa responder questões técnicas.

Vacina Sputinik V

Foto: Agência Brasil

De acordo com a Agência, a apuração dos documentos já foi iniciada, nas próximas 24 horas checará se todos os documentos necessários estão disponíveis, caso contrário, informações adicionais serão solicitadas ao laboratório.

A União Química já havia solicitado e formalizado o pedido de uso emergencial em janeiro deste ano, mas a Anvisa argumentou que não recebeu dados mínimos para a análise. No entanto, o laboratório brasileiro afirma que desta vez todas as informações para abrir a avaliação na agência foram entregues.

O pedido de uso emergencial foi realizado com base na lei aprovada este mês, que prevê facilitar a entrada de vacinas já autorizadas em outros países, como a Rússia. Pela lei, a Anvisa terá sete dias para apresentar um parecer sobre o uso da imunizante.

O Ministério da Saúde assinou contrato para receber 10 milhões de doses da Sputnik V, a vacina tem 91,6% de eficácia contra casos sintomáticos da covid-19 segundo estudo com dados preliminares.

O calendário inicial prevê que 400 mil doses da vacina podem chegar ao Brasil até o fim de abril. Em maio, a expectativa do governo é receber outras 2 milhões de doses e, em junho, 7,6 milhões.

O pedido de uso da Sputnik V será avaliado pela Diretoria Colegiada da Anvisa. Na última quarta-feira (24), a Janssen também pediu o uso emergencial de sua vacina.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Confira o cronograma completo de entrega de vacinas contra a covid

Justiça Federal autoriza importação de vacinas por entidades privadas sem doação obrigatória para o SUS

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você