Anvisa pede que Supremo suspenda prazo para decidir sobre importação da vacina Sputnik V

Ricardo Lewandowski, do STF, deu prazo até o final do mês, mas agência diz que necessita de mais dados antes de decidir sobre vacina russa

Por: Maria de Toledo Leite | 20 abril - 19:44

Nesta terça-feira (20), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) pediu ao ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF) que fosse suspenso o prazo dado para o órgão decidir se autoriza a importação de doses da vacina russa, Sputnik V.

Na última terça-feira (13), Lewandowski havia estipulado até o fim do mês para que a Anvisa decidisse sobre a importação do imunizante russo. O que levou o ministro a deteminar esse prazo foi uma ação protocolada pelo governo do Maranhão, que diz ter negociado 4,5 milhões de doses da Sputnik V.

Foto: Casa Rosada

De acordo com a Anvisa, dados sobre a qualidade, segurança e eficácia do imunizante ainda precisam ser juntados ao processo de pedido de compra, para que seja decidido sobre “importação excepcional e temporária” de doses da vacina desenvolvida pela Rússia.

O órgão havia declarado, na quarta-feira (14), que faltavam documentos necessários para aprovação da vacina.

A agência afirma que o prazo deve se suspenso para que a decisão seja feita de forma segura e voltada para o melhor interesse público pelas áreas técnicas do órgão regulador. A Anvisa diz ainda que recebeu apenas informações da autoridade sanitária da Argentina e que o material enviado pelo órgão argentino está sendo avaliado.

Nesta segunda-feira (19), a Rússia anunciou que a Sputnik V tem eficácia de 97,6% após a aplicação das duas doses. Os dados foram divulgados pelo Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF) e pelo Centro de Pesquisa Gamaleya.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Anvisa vai realizar vistoria em fábricas da vacina Sputnik V na próxima segunda-feira

Frente dos Prefeitos negocia 30 milhões de doses da vacina russa, Sputnik V

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você