Anvisa cria painel para monitorar a gestão do oxigênio na pandemia

Painel trará atualizações semanais sobre produção, consumo e distribuição de oxigênio

Por: Maria de Toledo Leite | 23 março - 20:02

Nesta terça-feira (23), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou a criação de um novo painel que irá monitorar a produção, o consumo e a distribuição de oxigênio pelo Brasil.

Os dados desse painel serão divulgados semanalmente e são fornecidos pelas empresas que fabricam, envasam e distribuem o oxigênio medicinal. Os primeiros números correspondem aos dias 13 – 17 de março e apontam que o estoque de oxigênio é muito menor do que a procura em todos o Brasil.

Sem reposição de cilindros, cidades de São Paulo têm estoque de oxigênio para até 4 dias

Cilindros de oxigênio

Foto: Pedro Guerreiro/Ag. Pará

Falta de oxigênio

No momento, o Brasil sofre um grande crise de falta de oxigênio. Só em São Paulo, por exemplo, são 54 cidades com estoque baixíssimo do oxigênio hospitalar. A demanda por ele cresceu 40% em hospitais de SP.

Mas esse não é o único estado em situação crítica. O Ministério da Saúde divulgou que o Acre, Rondônia, Mato Grosso, Amapá, Ceará e Rio Grande do Norte também estão com grande falta de oxigênio hospitalar. Alguns outros estados como Minas Gerais, Pará, Bahia, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul também merecem atenção e monitoramento sobre a quantidade de oxigênio.

A situação da pandemia no Brasil é realmente preocupante. Os números vêm crescendo diariamente e o sistema hospitalar está cada vez mais sobrecarregado. A falta de leitos de UTI e de oxigênio para os pacientes já internados são dois enormes problemas.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Anvisa vai monitorar distribuição de oxigênio

SP tem remédios do kit de intubação para só mais uma semana

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você