Anvisa autoriza realização de ensaio clínico da vacina Medicago/GSK no Brasil

A vacina está na fase 1 do ensaio clínico e demonstrou ser segura em humanos; Brasil participará dos testes em voluntários

Por: Sophia Bernardes | 08 abril - 10:55

Na manhã desta quinta-feira (8) de acordo com a publicação do Diário Oficial da União (DOU), a Agência Nacional da Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou a realização do ensaio clínico  com voluntários brasileiros para o desenvolvimento de uma nova vacina contra a Covid-19.

A vacina foi desenvolvida pelos laboratórios Medicago R&D Inc (Canadá) e GlaxoSmithKline (GSK – Reino Unido), a tecnologia utilizada é o uso da partícula semelhante ao Coronavírus (CoVLP) e a proteína S.

Sede da Anvisa

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O imunizante foi elaborado com duas doses, com intervalo de 21 dias entre a primeira e a segunda aplicação. O ensaio clínico antes de ser aprovado pela Anvisa passou por um pré-estudo. As duas fases de análise, que envolvem os testes em humanos, são realizados simultaneamente nos Estados Unidos e Canadá.

O Brasil fará parte da terceira fase do teste do estudo, que realizará análises randomizadas, cegas para observador, controladas por placebo, para avaliar a segurança, eficácia e imunogenicidade da vacina em adultos com 18 anos de idade ou mais.

Participarão do ensaio clínico cerca de 30 mil voluntários da fase 3 em países com características distintas entre si, como Canadá, Estados Unidos, além da América Latina, Reino Unido e Europa.

De acordo com a Anvisa, a autorização foi concedida após análise das etapas anteriores, que “demonstraram um perfil de segurança aceitável das vacinas candidatas”.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Projeto que permite à iniciativa privada comprar vacinas contra a covid-19 vai para votação do Senado

Decisões que autorizaram entidades a importar vacinas sem doação ao SUS são suspensas

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você