716 festas clandestinas são encerradas em SP, em menos de um mês

Durante o período, mais de 14 mil fiscalizações foram realizadas no estado

Por: Murilo Amaral Feijó | 24 março - 21:14

Segundo o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), o Comitê de Blitze encerrou 716 festas clandestinas em todo o território paulista, desde 26 de fevereiro. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (24), durante entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes.

De acordo com Doria, no mesmo período, 14.495 fiscalizações foram realizadas no estado de São Paulo. Desde o dia 15 de março, a fase emergencial do Plano São Paulo está em vigor e eventos que causam aglomerações de pessoas estão proibidos.

Fiscalização da Vigilância Sanitária em Eventos Irregulares.

Foto: Governo do Estado de São Paulo

Equipes da Vigilância Sanitária já inspecionaram 7.216 estabelecimentos comerciais, realizando 263 autuações. O Procon-SP vistoriou mais de 4 mil estabelecimentos e aplicou quase 300 multas.

Na capital paulista, a Polícia Militar realizou cerca de 300 mil abordagens e 444 pessoas foram detidas.

O QUE É O COMITÊ DE BLITZE?

Vigilância Sanitária, Procon, Polícia Militar e Civil e Guarda Civil Metropolitana são os órgãos que compõem o Comitê de Blitze, que fiscaliza e penaliza festas clandestinas e o funcionamento irregular de serviços não essenciais.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Centro de Contingência do Coronavírus propõe ampliar fase emergencial em SP

Trânsito aumenta e taxa de isolamento permanece estável em SP, mesmo com restrições e recorde de mortes

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: