46% dos jovens não confiam nas vacinas, revela pesquisa

Mesmo assim, 79% dos pesquisados afirmaram que tomariam a vacina caso estivesse disponível na faixa etária deles

Por: Bianca Antunes | 08 abril - 18:32

Pesquisa feita com 1,4 mil adolescente e jovens brasileiro, entre 15 e 24 anos, mostrou que 46% deles não confiam nas vacinas contra a covid-19. Os dados foram divulgados pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) nesta quinta-feira (8).

O estudo foi feito por meio de enquete online. O objetivo é verificar a percepção do público jovens sobre a covid-19 e entender como eles se informam sobre a pandemia.

Foto: Divulgação/Agência Brasil

Dos entrevistados, 54% responderam que confiam muito nas vacinas, 28% mais ou menos, 9% um pouco e 9% nem um pouco. Ainda assim, 79% dos pesquisados afirmaram que tomariam a vacina caso estivesse disponível na faixa etária deles.

Outros 14% afirmam que ficariam indecisos quanto a tomar a vacina, e 7% responderam que não pretendem se imunizar. Entre esses, 34% acreditam que as vacinas não são seguras, 30% dizem que não sabem o suficiente sobre o tema e 10% ouviram boatos negativos sobre os imunizantes.

Desinformação sobre a vacina contra a covid-19

Entre esses boatos citados estão notícias falsas sobre outras doenças e mortes causadas pelos imunizantes, possíveis efeitos colaterais, a não comprovação científica da eficácia das vacinas,  causa de mais mortes que o próprio vírus e por alterarem o DNA humano, além de teorias conspiratórias.

Os boatos chegaram a 48% dos jovens por meio de redes sociais, 22% por pessoas próximas, 17% pela mídia, 4% por conversas na região que vivem e 9% por outros lugares.

LEIA MAIS:

Câmara dos Deputados tem 21 mortes e 531 casos de covid-19

Mais de mil cidades no país têm dificuldades no abastecimento de oxigênio

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você