22 países estabelecem barreiras sanitárias contra Brasil

No total, 22 países impedem a entrada de pessoas que estiveram no Brasil para evitar a disseminação das variantes do coronavírus

Por: Murilo Amaral Feijó | 14 abril - 17:33

Nesta terça-feira (13), o primeiro-ministro francês, Jean Castex, anunciou que voos entre o Brasil e a França estão suspensos “até segunda ordem”, para impedir a disseminação das novas variantes do coronavírus.

Com essa decisão, ao menos 22 países estabeleceram barreiras sanitárias para habitantes ou pessoas que passaram pelo Brasil, de acordo com dados da IATA (Associação Internacional de Transporte Aéreo).

pessoas andando em aeroporto

Foto: Reprodução/Agência Brasil

A IATA divulgou os dados apenas sobre países que estabeleceram medidas sanitárias especificamente para o Brasil. Então, países que fecharam suas fronteiras de forma generalizada ficaram de fora da lista.

De acordo com a Associação, países como Arábia Saudita, Irã, Itália, Japão, Omã, San Marino e Vaticano não autorizam a entrada de pessoas que estiveram no Brasil no período de 14 dias antes da viagem. O Reino Unido estabeleceu um prazo menos, 10 dias. Porém, quem vier do Brasil deve ficar 11 noites de quarentena, em solo britânico.

A Alemanha estabeleceu que brasileiros e viajantes que estiveram no Brasil devem comprovar que fazem parte de alguma das poucas exceções das barreiras sanitárias, como ter um familiar alemão.

A Argentina, que faz fronteira com o Brasil, adotou barreiras sanitárias até o final de abril para pessoas que estiveram no país.

Segundo a IATA, os países decretaram as medidas para evitar a disseminação de variantes do coronavírus, que se apresentam como mais letais e contagiosas. Principalmente, a P1 que surgiu em Manaus (AM), e a P2 que foi identificada no Rio de Janeiro.

Veja a lista completa de países que adotaram barreiras sanitárias contra o Brasil:

  1. Alemanha;
  2. Arábia Saudita;
  3. Argentina;
  4. Áustria;
  5. Bangladesh;
  6. Colômbia;
  7. Espanha;
  8. Estados Unidos;
  9. França;
  10. Holanda;
  11. Irã;
  12. Itália;
  13. Japão;
  14. Marrocos;
  15. Omã;
  16. Paquistão;
  17. Peru;
  18. Reino Unido;
  19. San Marino;
  20. São Martinho;
  21. Turquia;
  22. Vaticano.

*Com informações da Folha de S. Paulo

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Índia supera 184 mil casos de Covid-19 em 24 horas e prepara lockdown

Ilhabela cobra governo de São Paulo por doses de vacina contra a covid-19

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: