Queiroga afirma que vai retomar divulgação do cronograma de entrega das vacinas

No entanto, o ministro da Saúde disse que não vai incluir as imunizantes que não foram aprovadas pela Anvisa para “não subtrair dados”

Por: Aline Bueno Silvestre | 21 abril - 20:16

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou para a CNN Brasil que vai retornar a divulgação do cronograma de entrega das vacinas. 

Porém, na nova versão, ele não vai acrescentar vacinas que não foram aprovadas pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). “Em nenhum momento queremos subtrair dados”, disse ele sobre a decisão.

Queiroga afirma que vai retomar cronograma de vacinação

Foto: Reprodução/Pixabay

Desde o início da sua gestão, Queiroga tem divulgado a distribuição das vacinas por semana. Ele tem recebido muitas críticas, que defendem que é um cronograma artificial. Queiroga afirma que não quer frustrar expectativas.

“Estamos reestruturando o portal do ministério da Saúde para as pessoas acessarem melhor. Antes divulgava vacina não aprovada pela Anvisa. Aquilo é uma expectativa, e o não cumprimento frustra a expectativa das pessoas”, afirmou o ministro da Saúde.

Ele citou os exemplos da Covaxin, vacina da Índia, e a Sputnik V, da Rússia, que ainda não foram aprovadas no Brasil. Por esse motivo, ele não vai incluir elas no cronograma. “Não vou ficar divulgando o que ainda está em negociação, isso envolve mercados, comércio, não pode ser algo online”, disse.

*Com informações da CNN Brasil.

Vacinas em negociação

Após negar pedido para importar a Covaxin, o diretor-presidente da Anvisa afirmou que faltam documentos para a aprovação da Covaxin e da Sputnik V. A eficácia da Covaxin chega a 78% nos casos sintomáticos e 100% nos casos graves. Entenda.

A Anvisa deve visitar a fábrica da Sputnik V nas próximas semanas para avaliar a vacina. Enquanto isso, governadores tentam incluir a vacina no Plano Nacional de Imunização. A Sputnik V tem eficácia de 97,6%. 

LEIA MAIS:

Anvisa pede que Supremo suspenda prazo para decidir sobre importação da vacina Sputnik V

Anvisa autoriza uso emergencial de coquetel contra Covid-19

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você