Pesquisadores da USP descobrem mecanismo que permite variante sul-americana driblar anticorpos

A pode ajudar no desenvolvimento de vacinas eficazes contra a mutação, e também contra a variante brasileiras

Por: Bianca Antunes | 20 abril - 16:32

Pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FM-USP) podem ter encontrado o mecanismo que faz com que a variante sul-americana (B.1.351) do novo coronavírus escape dos anticorpos criados em infecções anteriores.

Essa descoberta, que ainda deve ser confirmada por outros estudos, pode ajudar no desenvolvimento de vacinas eficazes contra a mutação, e também contra a variante brasileiras.

Foto: Divulgação/Pixabay

Em simulações computacionais, os pesquisadores estudaram a proteína-chave do coronavírus, conhecida como spike. Essa proteína é responsável por se ligar ao receptor existente nas células humanas e viabilizar uma infecção.

No estudo, os resultados sugeriram que uma das mutações existentes na ponta da spike da variante sul-americana pode resultar em um fenômeno que muda a feição da proteína viral e impede a ligação dos anticorpos.

“Trabalhos anteriores de outros grupos não conseguiram encontrar a região específica em que os anticorpos humanos se ligam à RBD (domínio de ligação ao receptor, na sigla em inglês), como é chamada a ponta da proteína spike que encaixa nas células humanas. Até então eram feitas inferências. Utilizamos uma técnica que permitiu localizar exatamente uma região predominantemente reconhecida, que chamamos de imunodominante. É a mesma em que ocorre uma das mutações das variantes de Manaus e da África do Sul”, explica Souza Santos, professora da FM-USP e autora correspondente do artigo.

Para confirmar essa hipótese o grupo planeja experimentos in vitro. O objetivo é observar se os anticorpos realmente não se ligam a os aminoácido quando ele alterado pelo fenômeno da glicosilação.

*Com informações do Estadão

LEIA TAMBÉM:

Medição de níveis de proteína SAA no sangue pode ajudar a prever forma grave do covid-19

Jurados retomam deliberação sobre Derik Chauvin, ex-policial acusado de matar George Floyd

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você