Metade dos pacientes internados no SUS em UTI Covid morre

Os recordes estão aumentando e se aproximando da marca de 4 mil, enquanto o Sistema Único de Saúde enfrenta problemas

Por: Aline Bueno Silvestre | 01 abril - 20:07

Segundo dados da Associação de Medicina Intensiva Brasileira (Amib), um a cada três pacientes internados nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) preparadas para atendimento a Covid-19 morrem. 

A porcentagem chega a 52,9%. Na rede pública, o valor é menor, com índice de mortes em 29,7%. 

Pesquisa mostra que metade dos pacientes internados no SUS na UTI de Covid morre

Foto: Reprodução/Pixabay

Ederlon Rezende, membro do Conselho Consultivo e ex-presidente da Amib, fala sobre a diferença nas taxas em hospitais públicos e privados. 

“Quando a gente fala de UTI pública e privada, a primeira coisa a se observar é o porcentual de pacientes sob ventilação mecânica, ou seja, os casos mais graves”, afirma.

Além disso, ele explica a relação dessa comparação. “Nos hospitais públicos, isso representa cerca de 65% das pessoas atendidas, enquanto que nas UTIs privadas é 40%. O dado, por si só, já explica por que a mortalidade é maior.”

Para ele, não adianta sair abrindo leitos de UTI, é preciso diminuir o número de casos para tentar frear o avanço da Covid-19. 

As informações são do Correio Braziliense.

Os leitos de UTI

Em São Paulo, alas pediátricas tiveram que ser abertas para colocar leitos de UTI. Além disso, mais de 490 pessoas morreram esperando leitos. 

No Rio de Janeiro, o maior registro de leitos de UTI aconteceu no último dia 26, com 663 pacientes internados.

LEIA MAIS:

Brasil registra 3.769 mortes e 91.097 novos casos em 24 horas

Trabalhadores do serviço funerário vão poder se vacinar a partir de sexta-feira (01) no estado de SP

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você