Falta de oxigênio afetará 28 cidades no MT

A Defensoria do MT entrou com um pedido urgente para que a União forneça logística e a quantidade adequada de oxigênio

Por: Larissa Placca | 23 março - 22:32

A empresa que fornece oxigênio medicinal, através de uma notificação extrajudicial, nesta terça-feira (23), informou ao governo do Mato Grosso e às prefeituras abastecidas pela corporação, que não deverá ter o produto à venda até a próxima quinta-feira (25).

A empresa abastece uma região formada por 28 municípios, com cerca de 700 mil moradores no norte de MT.

cilindros de oxigênio sendo transportados

Foto: Agência Brasil/Divulgação

A DPU (Defensoria Pública da União) e a DPE (Defensoria Pública do Estado de MT) entraram com uma ação civil pública na Justiça Federal de Cuiabá (MT).

A ação pede que, com urgência, “a União forneça logística adequada, como por exemplo através do transporte de oxigênio medicinal em aviões da Força Aérea Brasileira ou outro meio, para garantir que o oxigênio medicinal, em quantidade suficiente” às 28 cidades.

A região chamada de “Nortão” é caracterizada por longas distâncias entre as localidades e diversas comunidades rurais e terras indígenas. Dois Irmãos, a empresa que atende os município carrega os cilindros em viagens diárias de até cinco horas. O oxigênio é usado para o tratamento da Covid-19.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Mesmo após uma semana de fase emergencial, taxa de isolamento segue em 43% no estado de SP

Bolsonaro afirma em pronunciamento que as vacinas estão garantidas

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você