Falta de ações e de crença na ciência matam brasileiros, afirma diretora do Médico Sem Fronteiras no Brasil

Ana de Lemos disse que as medidas de contenção fazem falta no Brasil

Por: Aline Bueno Silvestre | 16 abril - 22:22

Durante entrevista para a CNN Brasil, Ana Lemos, diretora-executiva do Médico Sem Fronteiras (MSF) no Brasil disse que o país precisa de ações e de uma direção nacional.

“A falta de uma direção nacional que trabalhe contra a disseminação do vírus faz essa função cair cada vez nas mãos do profissional de saúde. A situação só será revertida se o governo começar a promover, de fato, medidas simples, mas eficazes e comprovadas cientificamente (…)”, afirmou Ana.

Diretora do Médico Sem Fronteiras afirma que Brasil precisa de ações e de crenças na ciência

Foto: Reprodução/Pixabay

Ela ainda falou do uso de medicamentos não recomendados e promovidos pelo governo federal. “As evidências científicas mostram que a hidroxicloroquina e ivermectina não são eficientes no tratamento da Covid-19. No início da pandemia, como é algo novo para todo mundo, houve estudos que buscavam essa eficiência e houve uma certa esperança, mas há um tempo já que a cloroquina está totalmente desaconselhada.”, disse.

O Médico Sem Fronteiras está presente em epidemias e ajuda pessoas em situação vulnerável em conflitos com presença em mais de 70 países. Além disso, eles consideram que o Brasil vive uma catástrofe humanitária. 

A OMS (Organização Mundial da Saúde) já alertou o Brasil, falando que “A falta de uma estratégia nacional centralizada de vacinação estão levando o país a uma catástrofe”. Leia a matéria completa.

O que é o Médico Sem Fronteiras

É uma organização internacional que promove ações comunicativas e busca juntar recursos financeiros e profissionais da saúde. 

Eles levam esses médicos a regiões com conflitos armados, desastres naturais ou mesmo situações de fome extrema. Possui mais de 36 mil profissionais.

LEIA MAIS:

Governo brasileiro tem mantido diálogo com a OMS para garantir doses de vacina, diz Queiroga

“Até a OMS começa a perder a paciência” relata jornal francês sobre o Brasil

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você