Donos da Havan e Wizard negociam a compra de vacinas com a China 

Eles buscam viabilizar a compra de vacinas pela iniciativa privada.

Por: Larissa Placca | 15 abril - 22:32

Os empresários Luciano Hang e Carlos Wizard buscam viabilizar a compra de vacinas pela iniciativa privada.

Um interlocutor dos empresários se reuniu, nessa quarta-feira (14), com representantes da Embaixada da China com o objetivo de comprar imunizantes fabricados no país.

Dono da Havan e da Wizard;

Dono da Havan e da Wizard; Reprodução/Facebook

O encontro foi marcado com auxílio do Instituto Sociocultural Brasil-China (Ibrachina) e pelo Comitê de Crise da Covid-19, ligado à Frente Parlamentar Mista do Comércio Internacional e Investimentos.

Esta também na reunião, um representante da Belcher Farmacêutica, indústria paranaense que apoia a iniciativa de Hang e Wizard.

A Belcher tem autorização do Ministério da Saúde para negociar a compra de 8 milhões de doses da vacina do laboratório chinês Sinovac (o mesmo produzido pelo Instituto Butantan). A farmacêutica tem interesses comerciais em representar fabricantes chineses no Brasil.

Compra de vacinas da covid pela iniciativa privada

Na primeira sessão da Câmara, o texto-base do projeto foi aprovado por 343 votos contra 117. Leia a matéria completa.

Alguns senadores defendem que a decisão deve ser adiada. Além disso, ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta (DEM) falou que o projeto “não tem nexo”.

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) falou sobre o projeto que tramita no Congresso Nacional da compra de vacinas pelo setor privado. Para ele, é um “projeto oportunista”.

“O que a gente mais encontra são opiniões contrárias, que é uma péssima ideia, um projeto oportunista, um projeto feito em cima das coxas para agradar alguns empresários, mais nominalmente o cara da Havan [Luciano Hang] e da Wizard [Carlos Wizard Martins], que fizeram grande campanha e são próximos ao governo, mas o projeto não traz nenhum avanço”, afirmou.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Primeira reunião da CPI da Covid deve ser realizada na próxima semana

Diarista relata que Dr. Jairinho e Monique Medeiros tomavam e davam para Henry muitos remédios

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você