Deputado pede à Justiça do DF que o Ministério da Saúde volte a divulgar o cronograma de entrega de vacinas contra a covid-19

O pedido foi motivado porque o Ministério da Saúde declarou que não iria mais divulgar a previsão de doses que irá receber a cada mês

Por: Larissa Placca | 10 abril - 15:22

O deputado federal Reginaldo Lopes (PT-MG) entrou com um pedido na Justiça do Distrito Federal para que o Ministério da Saúde volte a fornecer todos os dados sobre o cronograma de entrega de vacinas contra a covid-19 no país.

No pedido, o deputado pede a inclusão, também, do número total de doses disponibilizadas diariamente, o número total de doses recebidas pelo governo federal e o número total de doses a serem recebidas mensalmente.

O deputado federal Reginaldo Lopes em pronunciamento;

O deputado federal Reginaldo Lopes em pronunciamento; Foto: Câmara dos Deputados/Divulgação

O pedido foi motivado porque o Ministério da Saúde declarou que não iria mais divulgar a previsão de doses que irá receber a cada mês.

No documento, o deputado afirma que o presidente Jair Bolsonaro tenta, desde o início da pandemia, alterar e manipular os números oficiais da pandemia da covid-19.

“Desinformação, negacionismo, autoritarismo, sarcasmo, omissão e irresponsabilidade. Perverso e fatal por si só, o vírus não precisava de tamanha concorrência”, diz o texto.

Para o deputado, o ato de não divulgar os dados sobre entrega de vacinas “É a distorção de um poder de escolha do administrador público, é a utilização de uma liberdade de escolha legalmente conferida em desconformidade ao interesse público e propositalmente direcionada a fins não previstos na lei”, ele também pede urgência no caso.

Segundo especulações, o Ministério da Saúde teria deixado de divulgar os números após seguidas quedas nas previsões de quantas doses serão disponibilizadas mensalmente, isto devido ao atraso de envio dos insumos importados para acelerar a produção de vacinas em território nacional.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Presidente do BC diz que o impacto da segunda onda pode ser maior na saúde, mas que a economia já aprendeu a conviver com isso

Sem Ernesto Araújo, Governo brasileiro tenta se reaproximar da China

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você