Deputado denuncia empresários acusados de furar fila da vacina em BH

O grupo teria importado e tomado as primeiras doses da vacina da Pfizer, pelo valor de R$ 600

Por: Larissa Placca | 25 março - 21:58

O deputado Danilo Cabral (PSB-PE), apresentou notícia-crime ao Ministério Público (MP) mineiro nesta quinta-feira (25), após a divulgação de reportagem na Revista Piauí, de que empresários, políticos e seus familiares, de Belo Horizonte (MG), teriam furado a fila da vacinação contra a covid-19. Leia a matéria completa. 

O grupo teria importado e tomado as primeiras doses da vacina da Pfizer, pelo valor de R$ 600 para cada pessoa, violando a lei nacional e o plano de vacinação.

Vacina contra a covid

Foto: Agência Brasil/Divulgação

A ação também foi assinada por outros parlamentares da sigla: Lídice da Mata (BA), Denis Bezerra (CE), Ricardo Silva (SP), Camilo Capiberibe (AP), Milton Coelho (PE), Júlio Delgado (MG) e Tadeu Alencar (PE).

A compra das doses da Pfizer foi feita pelos irmãos Rômulo e Robson Lessa, donos da viação Saritur. A aplicação teria acontecido em uma garagem da empresa do grupo.

O ex-senador Clésio Andrade foi um dos vacinados. “Estou com 69 anos, minha vacinação [pelo SUS] seria na semana que vem, eu nem precisava, mas tomei. Fui convidado, foi gratuito para mim”, disse. De acordo com a publicação, as doses foram adquiridas por R$ 600 para cada pessoa.

O Congresso Nacional aprovou, no início deste mês, projeto de lei que autoriza a compra de vacinas contra a covid-19 pela iniciativa privada. Leia a matéria completa.

A lei determina que as doses adquiridas devem ser doadas ao SUS (Sistema Único de Saúde) até que os grupos de risco sejam totalmente imunizados no país. Além disso, a lei determina que a importação das vacinas seja informada ao Ministério da Saúde.

As doses contratadas da Pfizer/BionTech ainda não chegaram ao Brasil. A fabricante negou que tenha realizado a venda fora do Programa Nacional de Imunização.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Variante brasileira do coronavírus é detectada em várias regiões do Paraguai

Pacheco diz que Ministério das Relações Exteriores precisa de mudança

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você