Cientistas australianos descobrem tipo raro de buraco negro

Caso a descoberta seja confirmada, irá preencher um vazio que intriga aqueles que estudam o fenômeno

Por: Caroline Ripani | 29 março - 16:16

Nesta segunda-feira (29), um estudo publicado por cientistas australianos na revista Nature Astronomy, anunciou a detecção de um tipo muito raro de buraco negro, de tamanho intermediário, por uma técnica inédita.

Segundo James Paynter, aluno de doutorado da Escola de Física da Universidade de Melbourne, “esta é a primeira prova da existência de um buraco negro de tamanho intermediário de tal massa”, atingindo a de 55 mil sóis.

Representação de uma estrela sendo destruída ao se aproximar de um buraco negro

Foto: Reprodução/ Goddard Space Flight Center da NASA

Os pesquisadores australianos identificaram o buraco negro ao analisarem os dados de explosão de raios gama. Flashes de luzes originários de eventos como a explosão de estrelas.

Caso a descoberta seja confirmada, irá preencher um vazio que intriga aqueles que estudam os buracos negros.

Até hoje, só são conhecidos dois tipos de buracos negros. O primeiro é composto pelos buracos negros que se originam do colapso de estrelas, cuja massa é de até dez a do nosso sol. O segundo tipo são os buracos negros supremassivos, como o que “está no centro da nossa Via Láctea, e possui alguns milhões de massas solares”, segundo explicação do vice-diretor do Instituto de Radioastronomia Milimetrada, Frédéric Geth.

Ainda de acordo com Geth, “o fato de não termos realmente observado nenhum [buraco negro de massa intermediária] até agora indica que não há muitos, e que eles são formados em circunstâncias extremamente específicas”.

*Com informações da AFP.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Asteroide não vai colidir com a Terra nos próximos 100 anos, diz Nasa

NASA anuncia primeiro voo motorizado para Marte em Abril

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: