Anvisa avalia documentos do pedido de uso emergencial de medicamento contra a covid-19

Esse medicamento seria resultado da combinação de casirivimabe e imdevimabe, informou a agência

Por: Larissa Placca | 02 abril - 14:42

Nesta quinta-feira (1), a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) recebeu um pedido de uso emergencial de um medicamento contra a covid-19. Esse medicamento seria resultado da combinação de casirivimabe e imdevimabe, informou a agência.

O medicamento foi desenvolvido pelo grupo farmacêutico Roche. A Anvisa afirmou que iniciará a triagem dos documentos para avaliar o pedido.

Pesquisa de medicamentos e fármacos

Imagem ilustrativa; Foto: Agência Brasil/Divulgação

“A Anvisa avaliará a solicitação da autorização para o uso emergencial e temporário de medicamento contra a Covid-19, no prazo de até 30 (trinta) dias, a análise não considera o tempo do processo em status de exigência técnica, que é quando o laboratório precisa responder questões técnicas feitas pela Agência dentro do processo”, informou a agência.

No início de março, a Anvisa aprovou o uso do remdesivir contra a Covid-19, da farmacêutica Gilead. Este foi o primeiro registro para um medicamento com uso indicado em bula para tratamento da doença.

Entenda o que é o Remdesivir, primeiro medicamento contra covid-19 aprovado pela Anvisa

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Para Bolsonaro, os líderes devem ser os últimos a se vacinarem e devem priorizar a sua população

Sobre as trocas nas Forças Armadas, Senadora suspeita “A pergunta que não quer calar é: o que foi pedido?”

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: