Vitão, GIULIA BE e mais: descubra qual é a música preferida escrita pelos próprios cantores

Os artistas concederam uma entrevista em razão do Dia Mundial do Compositor

Por: David Mesquita | 14 janeiro - 20:20

Para quem não sabe, o dia 15 de janeiro, celebra o Dia Mundial do Compositor. A data tem origem no México – onde se criou, em 1945, a Sociedade de Autores e Compositores daquele país – e que o mundo todo adotou, como um modo de homenagear os que fazem música.

Por isso, a redação da Metropolitana FM entrevistou três cantores para saber deles qual é a música preferida que já foi composta pelos próprios artistas.

Quem participou foram os cantores Pedro Calais, vocalista da banda Lagum, Vitão e a GIULIA BE.

Pedro Calais – Lagum

Foto: Reprodução

“Minha composição favorita é ‘Telefone’. Um dia eu cruzei com um produtor de música sertaneja no elevador e em uma conversa breve ele disse que tava precisando de músicas pra uma artista. E eu interpretei como uma oportunidade de de mostrar minhas composições. Aí eu cheguei em cada e comecei a escrever telefone com o máximo de trocadilhos possível, pois o sertanejo atual tem a lírica muito rica em duplos sentidos e trocadilhos. E em 15 minutos escrevi a música. Mas eu gostei muito dela e fiquei com receio de dar a música pra artista gravar. Mostrei pra banda e eles até riram da letra, de tão engraçada é esperta que tinha ficado. E no fim das contas convenci os meninos e o Lagum gravou e lançou Telefone.”

Vitão

Vitão sobre ataques ao assumir namoro com Luísa Sonza: "Não mantive a sanidade mental" | Donna

Foto: Reprodução

“Uma música que eu gostei muito de compor e produzir foi ‘TAKAFAYA’. Foi meu primeiro lançamento que também produzi. Ela é uma música que tem três partes diferentes. Ela começa com um arranjo e uma melodia mais melancólica, depois entra um 808 mais agressivo com o verso e o flow de rap sem tanta melodia, também falando coisas mais agressivas. E depois entra um sample de soul e r&b que eu gostei muito na hora que eu ouvi e quando ele entra muda toda a melodia e o sentido da letra, vira algo mais descontraído falando sobre amor, vida, sexo, sobre coisas boas. É uma música da qual eu tenho muito orgulho.”

GIULIA BE

Giulia Be é internada após desmaiar e bater a cabeça em casa - Quem | QUEM News

Foto: Reprodução

“Minha composição preferida é ‘se essa vida fosse um filme’. Quando eu coloquei ela no EP, eu não tinha expectativa nenhuma. Eu achava que era uma das músicas que as pessoas talvez não iam ouvir tanto ou gostar. Receber a reação das pessoas interagindo e levando ela para um novo contexto, só potencializou a música. Eu falo muito que a partir do momento que lançamos uma música, ela deixa de ser nossa e passa a ser do público também, de quem se identificar com aquela história, quem quiser cantar aquelas palavras. Eu vi esse processo acontecer nessa música. É uma música de amor e eu realmente estava sentindo aquilo na época, que minha vida era um filme e aquela pessoa era o amor da minha vida. É muito gratificante você compor uma música que tem um significado tão pessoal para você e ver ela tomar uma proporção onde ela consegue espalhar essa energia para muitas outras pessoas.”

MAIS DE MÚSICAS:

Tierry conta inspiração da música “Rita” e faz revelação curiosa

Atendendo a pedidos, Pabllo Vittar lança nova versão de hit queridinha dos fãs

Assista AO VIVO:

Inscreva-se no nosso canal para não perder as lives diárias!

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você