Músicas que têm o mesmo sample e você talvez não tenha percebido

Alguns artistas utilizam trechos de outras canções nos seus singles. Confira alguns deles!

Por: Gabrielle Gonçalves | 02 maio - 12:02

Você já escutou uma música e se sentiu familiarizado com ela mesmo tendo certeza de que nunca a ouviu antes? Então, você deve ter se deparado com os samples (“amostras”, em inglês). Trata-se de uma cultura em que os artistas utilizam trechos de outras canções em suas próprias músicas. Vale de tudo: usar partes da letra, do instrumental e até mesmo sons do dia a dia.

Essa ideia nasceu em meados da década de 1940, sob o nome “Musique Concrète“. Com o surgimento e a ascensão do hip hop entre os anos 1970 e 1980, essa cultura de “samplear” outras músicas se tornou bastante popular. Hoje, a prática é muito usada, sobretudo, no rap e no funk – mas eles não são os únicos gêneros com os samples.

Atualmente, ainda existe todo um embate jurídico atrás da questão. Querendo ou não, muitas vezes, os trechos das músicas são utilizados sem o consentimento do autor original. As legislações do Brasil e do mundo não possuem um consenso sobre o tema.

Abaixo, nós listamos algumas músicas que possuem sample de outras canções e você talvez não tenha percebido…

1. “Beautiful Girls” e “Stand By Me”

Uma das músicas mais populares dos anos 2000, “Beautiful Girls” (2007), de Sean Kingston, usa samples da clássica canção “Stand By Me” (1961), de Ben E. King.

2. “Cerol na mão” e “Headhunter”

“Cerol na mão” (2001) está entre os maiores sucessos do grupo de funk carioca Bonde do Tigrão. Mas, você sabia que ela usa a batida de “Headhunter”, do grupo belga Front 242? Pois é, o quarteto até chegou a ser acusado de plágio na época. A gravadora belga Play it Again Sam processou o Bonde do Tigrão e a gravadora Sony Music por terem usado as bases de “Headhunter” sem dar o devido crédito a seus verdadeiros autores.

3. “Homem na Estrada” e “Ela Partiu”

A música “Homem na Estrada” foi lançada pelo grupo paulistano de rap Racionais MC’s em 1993. A canção utiliza samples de “Ela Partiu” (1973), de Tim Maia. Os Racionais MC’S até usam a voz do falecido cantor em algumas partes.

4. “Bum Bum Tan Tan” e “Partita em Lá menor”

Essa você provavelmente já sabia. O hit “Bum Bum Tan Tan” (2017), sucesso de MC Fioti usa o instrumental de flauta de “Partita em Lá menor”, escrita pelo alemão Johann Sebastian Bach por volta de 1723. O funk brasileiro voltou ao gosto do público com o anúncio da produção da vacina contra a COVID-19 pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac.

5. “Adultério” e “Tédio”

Essa também é bem conhecida. A música “Adultério” (2017), do falecido Mr. Catra, usa a melodia de “Tédio” (1986), da banda Biquíni Cavadão. O vocalista, Bruno Gouveia, revelou em uma entrevista ao programa Luciana By Night que o grupo não gostou nada de uma versão de sua música feita por Catra. Mesmo assim, eles autorizaram o uso do sample para não “censurar” o funkeiro.

6. “On The Floor” e “Chorando Se Foi”

“On the Floor” (2011), de Jennifer Lopez e Pitbull usa o sample de “Chorando Se Foi” (1989), da banda brasileira Kaoma. A canção original fez muito sucesso durante o início dos anos 1990 no mundo inteiro e ganhou versões em várias línguas antes de ser sampleada pela cantora e pelo rapper.

LEIA MAIS:

10 músicas que falam sobre a quarentena

Anitta revelou que está trabalhando em um novo feat com o cantor italiano Fred de Palma

Lagum lança a inédita “Eu e minhas paranóias” e dedica clipe a todo mundo; Confira!

Confira tudo que rolou no mundo dos famosos:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você