Ex-empresário de Taylor Swift vende direitos musicais da cantora por mais de R$ 1 bilhão

Artista se manifestou no Twitter, por meio de uma carta, comentando sobre o assunto

Por: David Mesquita | 17 novembro - 17:51

Taylor Swift descobriu que seu ex-empresário, Scooter Braun, vendeu seus direitos musicais dos primeiros álbuns da carreira, que ainda pertenciam à gravadora Big Machine Records, para um fundo de investimentos. As informações são da revista Variety.

Segundo a publicação, o acordo teria sido feito nas duas últimas semanas pelo valor de U$ 300 milhões (mais de 1,5 bilhão de reais).

A partir deste mês, Taylor já estaria livre, por contrato, para regravar as músicas dos seus cinco primeiros discos lançado pela antiga gravadora.

A cantora se manifestou no seu Twitter, por meio de uma carta, afirmando que está regravando as primeiras músicas de sua carreira após uma nova venda sem sua autorização e que o processo “tem se mostrado empolgante e criativamente realizador”.

Entenda o caso

A disputa entre Taylor Swift e Scooter Braun começou no ano de 2019, quando a antiga gravadora da cantora, a Big Machine Label Group, começou um processo de venda para a Ithaca Holdings, controlada por seu ex-empresário.

Com a venda, todo o catálogo dos primeiros álbuns de Taylor iria junto, deixando a artista sem o controle de suas gravações originais.  Além disso, a cantora revelou uma relação conturbada com o ex-empresário e disse que ele “fazia bullying” e era “manipulador”.

MAIS DE TAYLOR SWIFT:

Taylor Swift anuncia lançamento surpresa do novo álbum, “Folklore”

Taylor Swift anuncia adiamento e remarca shows no Brasil para 2021

Confira tudo que rolou no mundo dos famosos:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você