Entrevista: MC Zaac fala sobre sua nova fase musical e revela quais cantores ele quer fazer uma parceria

Confira todos os detalhes!

Por: David Mesquita | 11 junho - 16:45

O cantor MC Zaac está cheio de surpresas em sua carreira musical!

Recentemente, o funkeiro lançou seu primeiro EP, intitulado “Linha de Frente”. O novo projeto musical resgata a sonoridade do funk de rua, com as gírias e batidas características do estilo do gênero musical.

Para falar sobre sua nova fase musical, o EP “Linha de Frente”, possíveis parcerias, entre outras curiosidades e novidades, o cantor deu uma entrevista exclusiva para a Metropolitana FM.

Confira:

 MC Zaac como foi o processo criativo do seu EP “Linha de Frente”?

O processo do EP “Linha de Frente” vem sendo feito há muito tempo, porque já era um desejo meu de anos. Nessa quarentena eu compus mais de 100 músicas. Como tenho um estúdio em casa eu acabo focando bastante na produção e nas batidas. A “Sem Compromisso” é uma produção do Batidão Stronda e do DG, e a “Linha de Frente” e a “Bota Bota” é do Saint, que trabalha comigo diariamente. Esse EP foi produzido com muito carinho, um sonho de muito tempo que finalmente está aí para que a galera possa curtir muito.

O EP “Linha de Frente” resgata a sonoridade do funk de rua, com as gírias e batidas características do estilo do gênero musical. Qual a importância do funk em sua carreira e nesse novo projeto musical?

Realmente, o EP “Linha de Frente” vem com essa característica muito forte do funk, que eu venho trazendo desde o início como minha verdade. Eu comecei com o funk, e claro, vim para outras vertentes também como o POP. Mas música é música né?! Independente do segmento, o que eu faço é isso, é música, tendo o funk como minha verdade e levando ele sempre que eu puder.

O EP conta com três faixas musicais, como foi o processo de composição de cada música?

Não só na quarentena, mas eu costumo estar sempre fazendo muitas composições, só que com a pandemia eu consegui ter mais tempo para isso, para me dedicar mais a outros processos, de forma mais profunda, tanto compôr, quanto produzir. Posso dizer que as músicas já estavam prontas, o que mais me foquei mesmo foi no processo de conseguir escolher as três faixas que se encaixassem perfeitamente nesse projeto, do meu primeiro EP.

Seu novo single “Sem Compromisso”, é uma parceria com PK, MC Ryan SP, DG e Batidão Stronda. Como surgiu a ideia dessa grande colaboração musical?

Essa parceria pesada na “Sem Compromisso” com o PK, MC Ryan, SP, DG e Batidão Stronda, veio da minha admiração por todos. São artistas incríveis, que eu admiro e que graças a Deus eu consegui essa colaboração de todos para abrilhantar ainda mais esse trabalho.

Foto: Isis Betelli 

MC Zaac você ficou conhecido em todo o Brasil em 2016 pela música “Bumbum Granada”. O que mudou em sua carreira musical desde essa época?

Na verdade tudo mudou de “Bumbum Granada” pra cá. Porque na época, quando eu fazia parceria com o Jerry Smith, a ideia era fazer um funk pra tocar ali perto de casa e não tomar a proporção que tomou. Mas graças a Deus se tornou esse sucesso, bombou e eu agradeço muito a Deus por tudo que consegui até hoje com a minha música desde essa primeira música.

Você já gravou músicas com Anitta e Luísa Sonza. Tem algum artista nacional ou internacional que você ainda queira fazer alguma parceria?

Mesmo parecendo clichê, a música não tem fronteiras, nem barreiras, parcerias são realidades possíveis. Pessoas podem acrescentar no meu trabalho e eu acrescentar no delas. Mas sim, tem muitos artistas que eu admiro muito e seriam grandes sonhos realizados fazer trabalhos juntos. Uma parceria com Bruno Mars, ou com Beyoncé, por exemplo, seria sensacional. Já no Brasil sou muito fã do Jão, artista que quero muito fazer algum som junto. Mas no geral sempre serão muito bem-vindas parcerias para somar!

O Brasil ainda está enfrentando casos de Covid-19 e os shows presenciais estão proibidos. Como isso afeta sua carreira musical?

Essa é uma questão delicada que não só o Brasil, mas o mundo todo está vivendo. Estou completando 1 ano e 4 meses sem show. Meu último foi em 14 de março de 2020 e eu tenho toda uma equipe de estrada né, que está em casa. Meus bailarinos, técnicos, produtores, músicos, etc. Estão todos tendo que arrumar alternativas para se virar sem show. Afinal, nosso dinheiro é proveniente disso. Sem show, como vamos manter tudo igual com essa galera? E não é só a equipe do artista, mas todo o setor de eventos que está sendo muito prejudicado há muito tempo. Fomos o primeiro setor a parar e seremos, provavelmente, o último a voltar. Nessa, acabamos perdendo muito. Torço para que a vacina venha para todos e que a gente possa voltar o mais rápido possível para os palcos.

Foto: Isis Betelli 

Pode revelar alguns dos seus projetos musicais ainda para esse ano?

Então, os projetos para esse ano tem muita parceria boa vindo. Não posso dar spoiler, mas logo logo vamos colocar na rua. E das minhas composições logo terá uma muito boa pra vocês! Por enquanto é só isso que eu posso falar.

LEIA MAIS:

“Linha de Frente”: saiba detalhes do lançamento do primeiro EP de MC Zaac

“Furiosa”: escute novo trecho da música de Anitta para a trilha sonora de ‘Velozes e Furiosos 9’

Confira tudo que rolou no mundo dos famosos:


Inscreva-se no BOMBOU!

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você