Divulgando seu novo hit, IZA comenta sobre o seu poder de representatividade na música

"Gueto" é o nome da nova música da cantora

Por: David Mesquita | 05 junho - 17:34

IZA lançou o clipe de sua música nova “Gueto” que já é um sucesso!

Durante a coletiva de imprensa da sua nova música de trabalho, a cantora também comentou sobre ser nomeada pela revista TIME como uma das dez líderes da nova geração no mundo e sua representatividade na música.

Em “Gueto”, a musa resgata as suas memórias de Olaria, bairro que fica no norte de Rio de Janeiro, onde IZA nasceu e cresceu. No bate-papo, ela menciona a importância de falar na música sobre as suas origens e ancestralidade.

“Eu aprendi que não tem como falar para onde eu estou indo se eu não souber de onde eu vim, a gente se perde no caminho não souber de onde veio. Por isso é muito importante fincar o pé no chão, nas suas raízes e deixar claro para as pessoas que debaixo das nossas tranças tem muita história para contar. Precisamos contar nossas histórias já que não estão falando sobre”, contou IZA.

E acrescentou: “Abrir os olhos das pessoas que também veem desse lugar, significa trazer esse sentimento de pertencimento nas pessoas, significa ter orgulho de onde eu vim, significa que brotar ouro de onde eu vim e mostrar que o que mais faz sucesso nesse país hoje veio do gueto. Podemos não nos ver na televisão, mas o que as pessoas vêm consumindo vem desses lugares. Nós somos a base de tudo e deveríamos ocupar mais”.

Já sobre a nomeação da revista TIME que escolheu IZA como uma das dez líderes da nova geração no mundo, a cantora disse: “Com essa nomeação da TIME é que realmente entendi que eu estou no caminho certo. Eu costumo dizer para as pessoas que eu sou a bandeira, eu estar sentada no horário nobre, eu já estou falando muita coisa, só de estar ali, ocupando. Então, nada do que eu falo é proposital, eu acabo falando sobre racismo, porque eu vivi, não tem como esconder, faz parte da vida dos brasileiros, não tem como eu fugir disso, seria hipocrisia da minha parte”.

Por fim, IZA falou do seu poder de representatividade na música: “Eu queria que as pessoas entendessem que não é legal ser exceção, eu não quero que as coisas sejam assim. Não é sobre aceitação! Acho que é a primeira vez que eu fico falando de mim na música, mas não é sobre essa coisa do primeiro lugar, é sobre abrir as portas para tanta gente incrível, que faz diferença na arte do país, que é vetor de mudança musical e que não tem lugar, não tem visibilidade”.

Confira o clipe:

LEIA MAIS:

IZA Feat. Sam Smith? Fãs especulam parceria e web vai à loucura; saiba detalhes

Anitta lança novo single cantando em francês; escute “Mon Soleil”

Confira tudo que rolou no mundo dos famosos:


Inscreva-se no BOMBOU!