‘Bebê do Nirvana’ processa banda após três décadas do lançamento de “Nevermind”; saiba o motivo

Spencer Elden tinha quatro meses quando posou para a foto que estampa o álbum

Por: David Mesquita | 25 agosto - 17:42

Spencer Elden, o bebê nu que aparece na capa do álbum “Nevermind”, do Nirvana, está processando a banda.

Ele alegou que foi explorado sexualmente quando participou da arte, considerada uma das mais icônicas do rock. O álbum “Nevermind” foi lançado em 1991.

Segundo informações do jornal britânico The Guardian, o processo, movido em um tribunal da Califórnia, nos EUA, cita diversos nomes, incluindo os membros da banda, da viúva de Kurt Cobain – a cantora Courtney Love – além das gravadoras que lançaram ou distribuíram o álbum nas últimas três décadas.

Ainda de acordo com a publicação, Spencer Elden pede uma indenização no valor de US$ 150 mil (cerca de R$ 787 mil) de cada uma das 15 partes envolvidas e deseja que o caso seja analisado por um júri.

Spencer Elden alega que os réus produziram e distribuíram pornografia infantil com a sua imagem, que o mostra nu, com a genitália visível, nadando em direção a uma nota de um dólar.

Por isso, os advogados de Spencer afirmam que a imagem na capa do álbum é “sexualmente gráfica”, e que fez com que Spencer se assemelhasse a “um trabalhador do sexo — agarrando-se a uma nota de um dólar”.

Os defensores ainda mencionaram que o cliente nunca foi pago para aparecer na capa, e que os pais nunca assinaram um contrato de autorização de imagem, feita especificamente para o álbum. Informações anteriores indicam que, na época, os pais de Spencer receberam apenas US$ 250.

Ele tinha quatro meses quando a foto foi feita e disse que ela lhe causou “danos ao longo da vida”, incluindo “sofrimento emocional extremo e permanente com manifestações físicas”, além de perda de educação, salários e “prazer de vida”.

Em 2016, no aniversário de 25 anos do lançamento do álbum “Nevermind”, Spencer Elden recriou a imagem com o jornal New York Post, dizendo: “É legal, mas estranho fazer parte de algo tão importante que eu nem me lembro”. Na nova foto, ele aparece de calção.

No mesmo ano, ele comentou: “Recentemente, tenho pensado: ‘e se eu não estivesse bem com o meu maldito pênis sendo mostrado para todo mundo?’ Eu realmente não tive escolha”.

Ele também já havia recriado a imagem para a revista Rolling Stone, aos 10 anos.

Já em 2007, Spencer disse ao Sunday Times que era “meio assustador que muitas pessoas me viram nu. Me sinto a maior estrela pornô do mundo”.

Ao The Guardian, o design responsável pela capa, Robert Fisher, explicou que a imagem foi inspirada por Kurt Cobain ao assistir um documentário sobre bebês nascendo debaixo d’água: “[Ele] achou que a imagem daria uma capa legal. Essa visão era um pouco gráfica demais, então optamos pelo bebê nadador ”.

A arte do álbum é interpretada por muitos fãs do Nirvana como cômica, que sugere satiricamente que a banda, que havia assinado com uma grande gravadora para o lançamento do álbum, estava em busca de dinheiro.

O fotógrafo Kirk Weddle, responsável pela imagem, disse ao jornal britânico em 2019: “Ainda estou em contato com Spencer. Eu costumava pensar: ‘Cara, quando aquele garoto tiver 16 anos, ele vai me odiar!’ Ele não sabe, mas está em conflito com a imagem. Ele sente que todo mundo ganhou dinheiro com isso e ele não. Acho que ele merece algo. Mas são sempre as gravadoras que ganham dinheiro”.

Spencer Elden

Foto recente do Spencer Elden (Reprodução)

MAIS DE MÚSICAS:

Rock in Rio 2022: confira as atrações do segundo dia do festival e detalhes das vendas dos ingressos

Morre Charlie Watts, baterista do The Rolling Stones

Confira tudo que rolou no mundo dos famosos:


Inscreva-se no BOMBOU!

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você