Os games venceram na pandemia

Saiba tudo do mercado de games em época de pandemia

Por: Moacyr Alves Jr | 25 novembro - 15:24

Bem, não precisa dizer que essa pandemia mudou nossa vida nesse ano de 2020 de uma maneira que ninguém esperava, empregos perdidos, muitos casos que assustaram e de certa forma um ano para ser esquecido.

Mas se por um lado foi tudo “do contra”, tivemos algo que realmente foi impressionante e foi o crescimento dos games e os esportes eletrônicos nesta pandemia.

Basta vermos a falta de aparelhos Xbox X e Playstation 5 no mercado de tanto que se vendeu, isso fora os PCs e laptops gamers de última geração que também seguiram a mesma linha segundo as fabricantes.

Então se tem alguém que realmente ganhou nesta pandemia foi sem sombra de dúvida o mundo do entretenimento.

Para comprovar ainda mais isso a Newzoo (Empresa Holandesa de pesquisa sobre o mercado de games mundial) acabou de lançar um comparativo dos jogadores entre o Brasil e os Estados Unidos e algumas dessas informações chegam a impressionar, na página em inglês da pesquisa lançada agora em 20/11/2020 tem os seguintes dizeres:

⦁ “O mercado brasileiro de games está em alta. Só no ano passado, os 81,2 milhões de jogadores do Brasil ajudaram a gerar receitas de 1,6 bilhões de dólares. E o potencial de crescimento é promissor para os próximos anos, quando a infraestrutura de rede do país estiver no caminho para melhorias adicionais.”

E ainda tem mais quando eles comparam o número de jogadores brasileiros versus os jogadores americanos, conseguimos ser mais fortes.

⦁ “Na verdade, nosso Consumer Insights (Da Newzoo) mostra que 70% da população online no Brasil joga no celular em comparação com 61% do total da população online nos EUA. E há muitos fatores que fazem os jogadores de celular do Brasil se destacarem.”

Fonte: https://newzoo.com/insights/articles/brazilian-games-market-consumer-insights-brazils-mobile-players-are-likelier-to-play-competitive-midcore-games/

Vendo esses dados novos da Newzoo pode-se perceber que o mercado brasileiro de games ainda é mais atrativo que o próprio brasileiro pensa e que na verdade atrapalha e muito o caso do crescimento ainda são os impostos.

Mesmo com a redução que o governo deu por meio de decreto do presidente Jair Bolsonaro, primeiro com uma redução de 10% e posteriormente mais 10% do IPI não foi capaz de causar uma grande redução no preço dos consoles (apesar que ajudou um pouco) porque no final com a alta do dólar e os aparelhos serem todos importados fez com que o preço fosse alto de qualquer forma.

De qualquer forma as pesquisas mostram que o brasileiro está jogando como nunca e esse é mais um reforço para nosso mercado.