Não é doença! Relembre o motivo da OMS ter retirado a homossexualidade da lista de patologias

Por: Laís | 04/06/22 - 15:37

Desde 1948, a orientação sexual homossexual foi incluída na Classificação Internacional de Doenças (CID) e considerada uma patologia. Desde então, a comunidade LGBTQIA+ sofria com os preconceitos causados pela demonização do assunto.

+ Veja mais notícias dos famosos

No entanto, diversas pesquisas científicas foram realizadas no século XX e comprovaram que não haviam motivos para manter essa informação, além de discriminação e intolerância. Com a mudança da visão sobre o assunto, somente em 17 de maio de 1990, a Organização Mundial de Saúde (OMS) retirou o “homossexualismo” da CID-10.

A partir disso, o termo homossexualismo foi considerado errado, considerando que “ismo” remete à doenças. Atualmente, a meneira correta de se pronunciar é “homossexualidade”.

Orgulho LGBTQIA+

Foto: Reprodução

OMS também retira identidade trans da lista de doenças

Vale lembrar que em 1975, com a publicação da CID-9, as pessoas que se reconheciam como transgêneros também enfrentaram o preconceito, considerando que as questões sobre esse grupo, foram consideradas patologias da mesma forma, intituladas “Desvios Sexuais”.

Em 1990, a CID-10 as redefiniu o termo e passou a se referir ao assunto como Transtorno de Identidade de Gênero. Foi somente em maio de 2019 que as identidades de gênero travesti e transexual deixaram de ser interpretadas como “transtorno mental”, e o rótulo foie excluído da CID-11.

OFERECIMENTO: VIVO, PATROCINADORA OFICIAL DA PARADA DO ORGULHO LGBT+ DE SÃO PAULO.

Confira tudo que está rolando no mundo dos famosos:

+ Confirmado!? Shakira e Gerard Piqué se pronunciam pela primeira vez sobre suposta separação

+ Voltaram? MC Gui faz anúncio inesperado e revela situação com ex após término polêmico

+ Irmão de Rodrigo Mussi revela que mãe desejou sua morte: “No momento em que descobri”

Confira tudo que está rolando no mundo dos famosos!