Exclusiva: Cacau Protasio revela desafios que enfrentou na carreira e relembra Paulo Gustavo

Exclusiva: Cacau Protasio revela desafios que enfrentou na carreira e relembra Paulo Gustavo - Metropolitana FM

Era novidade sobre a carreira de Cacau Protasio que você queria? YES! A atriz e humorista está em uma nova fase de sua carreira. No dia 1º de julho, Cacau estreia com seu stand-up solo chamado ‘100% Cacau’ e promete ser um divisor de águas em sua carreira.

+ URGENTE: Fora da política, Jair Bolsonaro se pronuncia pela primeira vez após julgamento do TSE

Em entrevista exclusiva para a jornalista Laís Mylla, da Metropolitana FM, Cacau Protasio decidiu abrir o jogo sobre quais foram as dificuldades que precisou enfrentar em sua trajetória e como foi lidar com a morte do comediante Paulo Gustavo.

Repórter Metropolitana: Você disse que começou por volta dos anos dois mil e logo depois ingressou uma série de trabalhos, principalmente novelas da Rede Globo. Você também já disse que “Avenida Brasil” foi seu ponto de virada na sua carreira. Qual foi uma outra novela, além de “Avenida Brasil”, que também te marcou bastante profissionalmente? 

Cacau Protasio: É assim, eu fiz três novelas, mas eu acho que a novela que me marcou mesmo foi “Avenida Brasil”. Mas, acho que a primeira novela que eu fiz era uma das seis e foi “Joia Rara”, logo depois de terminar “Avenida Brasil”.

Meu personagem era tão pequenininho e foi crescendo, foi crescendo e no último capítulo, eu casei. Eu tenho uma vida antes da “Avenida Brasil” e depois da “Avenida Brasil”, porque foi o que me trouxe pro mundo. Valeria a pena uma parte dois até, né?

Cacau Protásio (Foto: Vitor Semeraro/Metropolitana)

Repórter Metropolitana: Recentemente, você estreou no filme ‘Barracos de Família’, que é uma parceria com o querido Péricles. Conta pra gente como que foi o processo de dividir o set com ele, como que foi aí as gravações? 

Cacau Protasio: Péricles no set de filmagem não é pra qualquer um, né? É surreal e todo mundo já tava: “Ai meu Deus! Ele é um doce, ele é um amor, ele é maravilhoso, é o nosso anjo de filmagem”. Era música o tempo todo, eu não sei cantar, não sou cantora, mas eu não sou boba nem nada, eu cantava um pedacinho da música dele e começava e aí ele continuava. “Ele falava, como cê quer ouvir?”. Aí começava um pedacinho e eu continuava. Então, nosso set era totalmente musical.

Repórter Metropolitana: Olha, não tem como não falar de você e não citar vai que cola. Queria saber como tudo aconteceu depois dessa perda instável que a gente teve do Paulo Gustavo? Como foi pra vocês, pro elenco, ter essa honra de continuar homenageando o Paulo Gustavo nas gravações? 

Cacau Protasio: É assim, não é fácil a gente perder alguém que a gente ama. E o Paulo Gustavo, ele é uma pessoa que, num sei se você tem isso, mas tem pessoas que eu acho assim, que nunca vão morrer, sabe inabalável e ele era essa pessoa, então pra mim não morreu.

Mas, eu tive algo, um privilégio, um prazer, a Glória de ter trabalhado com um cara generoso, maravilhoso, impecável, parceiro e hoje a gente a vida tem que continuar, então hoje a gente continua por ele, pelos nossos fãs e por nós também, né?

Então é necessário que isso continue, ele deixa um legado muito maravilhoso, ele abriu uma porta pra comédia, um novo caminho diferente que a gente tá indo nele, tá caminhando e feliz da vida. A gente faz o que faz com liberdade, mas também com muito respeito, isso é muito maravilhoso. E é, estamos aí com a memória dele viva.

LEIA MAIS NOTÍCIAS DO MUNDO DOS FAMOSOS:

+ Lexa coloca biquíni transparente nos seios e se grava rebolando na sala só com toalha na cintura

+ Geisy Arruda coloca calcinha mais transparente e precisa esconder a parte íntima com um violão pra não perder a conta

+ No barco, Simaria deixa parte dos seios à mostra com maiô menor que o silicone: “Daquele jeito”