Santos contrata infectologista para reforçar departamento médico contra a Covid-19

Dr. Evaldo Stanislau será responsável por cuidar dos protocolos de saúde e cuidar de possíveis casos de Covid-19 no elenco.

Por: Thaynara Bernardo da Silva | 31 março - 07:03

Na noite desta terça-feira (30), após mais um dia de treinos em dois períodos, o elenco do Santos acompanhou uma palestra sobre o novo coronavírus. A palestra foi conduzida pelo Dr. Evaldo Stanislau, infectologista contratado pelo Peixe para acompanhar a equipe profissional. O médico será responsável por instruir os atletas, cuidar dos protocolos da saúde e dos possíveis casos positivos para a Covid-19 – como o atual caso de Jonathan Copete.

“Foi um convite que recebi da diretoria para somar a um trabalho muito bom que o Departamento Médico do Santos já vinha fazendo, com o Dr. Fábio Novi e toda a sua equipe. Vou apenas complementar e ajudar, olhando especificamente na questão da Covid-19. É importante ter esse olhar especializado e espero dar uma contribuição ao clube nessa área”, afirmou Stanislau.

Jogadores do Santos em palestra com infectologista

Foto: Ivan Storti/ Santos F. C.

O técnico Ariel Holan ficou muito feliz em ver essa aproximação do médico com os jogadores e comissão técnica: “Os protocolos já são seguidos, mas é sempre bom ressaltar as medidas de prevenção que precisamos tomar para não contrair o vírus”, disse o técnico.

Após a apresentação, o infectologista sanou as dúvidas do elenco e enviou digitalmente uma cartilha especial sobre os cuidados que os atletas devem tomar: “A gente buscou nessa cartilha utilizar uma linguagem mais simples e objetiva, repetindo as situações do dia a dia do atleta. Mostrando como eles devem se portar para evitar a infecção, como devem reagir em caso de sentirem algum sintoma e como interpretar os exames, isso sempre se reportando ao Departamento Médico do clube”, ressaltou Evaldo.

Dr. Evaldo Stanislau é professor universitário, e elogiou o comprometimento do plantel santista: “Eu dou aula há muito tempo também e posso dizer que o elenco do Santos FC tem bons alunos. Todos prestaram muita atenção e participaram. Pará e Marinho interagiram bastante, e isso é muito importante, pois são exemplos para os mais jovens e isso torna a comunicação mais fácil”, concluiu.

Pará ressaltou os cuidados que o clube e companheiros vêm fazendo em Atibaia: “O papo com o doutor foi muito relevante para a nossa prevenção. Essa doença é traiçoeira e muda a cada momento. Aqui nós estamos seguindo todos os protocolos e fazendo os testes diariamente para não sermos surpreendidos por essa doença ”, disse o lateral-direito.

LEIA MAIS

De volta ao Santos, Jean Mota vive ansiedade para a chegada do segundo filho

Inglaterra encara Polônia, sem Lewandowski; confira os jogos desta quarta-feira

Apresentado no Grêmio, Rafinha fala sobre negociação com Flamengo

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você