Para o retorno do Paulistão, o MP pede que a FPF se responsabilize pela realização dos testes até uma hora antes dos jogos

A Federação Paulista de Futebol diz que a sugestão é inviável

Por: Julia Simões Romano | 06 abril - 20:06

Com o objetivo de retomar o Campeonato Paulista em São Paulo, a FPF  criou um protocolo com medidas de segurança para evitar a contaminação do novo coronavírus na competição e sugeriu ao Ministério Público de São Paulo a formação de “bolhas” em hotéis para os membros da comissão técnica e jogadores de cada participante do Paulistão.

Já o Ministério Público destacou pontos delicados no protocolo e deseja que se existir algum integrante da “bolha” com resultado positivo para a Covid-19, o jogo seja cancelado. Além disso, a MP sugeriu que os jogadores fiquem em quartos individuais e realizem as refeições em ambientes abertos.

Para o retorno do Paulistão, o MP pede que a FPF se responsabilize pela realização dos testes até uma hora antes dos jogos

Foto: Rodrigo Corsi/FPF

Outro ponto que o Ministério Público de São Paulo encaminhou no documento à Federação Paulista de Futebol, é a ideia de realizar os testes uma hora antes das partidas da competição, mas o Comitê Médico e os membros do departamento de competições da federação analisaram como uma medida inviável. Defenderam que em uma partida do Paulistão tudo é realizado com antecedência, desde as viagens dos times e da arbitragem até a preparação da transmissão do jogo.

Com a chance do MP levar o apoio para o retorno do Paulistão ao governo do estado, a Federação Paulista de Futebol organizou a programação para as partidas acontecerem nesta semana.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Dois jogadores do Grêmio testam positivo para o novo coronavírus e desfalcam o time na Libertadores

Com ótima participação de Vinícius Júnior, Real Madrid vence o Liverpool no jogo de ida pelas quartas de final da Champions League

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você