Palmeiras vai pagar R$ 48 milhões ao empresário que ajudou na contratação do jogador Wesley

O ex-presidente do Criciúma entrou na Justiça para receber do clube Alviverde

Por: Julia Simões Romano | 07 abril - 16:38

O clube Alviverde fechou um acordo com o empresário Antenor Angeloni, ex-presidente do Criciúma, e a dívida entre o meio-campista e o Palmeiras está encerrada. O empresário auxiliou na negociação do ex-jogador palmeirense como fiador, além de ajudar na vinda sem sucesso, em 2012, do jogador Werder Bremen, da Alemanha.

O jogador foi contratado pelo Verdão no começo de 2012 e, naquela época, a administração do time estava no comando de Arnaldo Tirone. No mesmo ano, os torcedores arrecadaram fundos, por uma campanha promovida na internet, para fechar o negócio de R$ 21 milhões, mas as doações não foram o suficiente. Em fevereiro de 2014, o atleta saiu do Palmeiras no final de seu contrato e passou a defender a camisa do São Paulo.

Palmeiras vai pagar R$ 48 milhões ao empresário que ajudou na contratação do jogador Wesley

Foto: Getty Images

A dívida entre o clube e o meio-campista passou de R$ 60 milhões para R$ 48 milhões. O Palmeiras utilizará quantia de R$ 20 milhões da transferência do jogador Moisés para China e parcelará em 20 vezes o restante do valor.

O empresário Antenor Angeloni entrou na justiça para receber o valor do clube e, em 2019, o presidente Maurício Galiotte foi até Criciúma para dar um fim nesta discussão. Para o Palmeiras, a negociação realizada agora não apresenta possibilidade de acumular mais juros na dívida.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Ex-Grêmio, Lucas Araújo, é a nova contratação do Bahia até o final de 2023

Para o retorno do Paulistão, o MP pede que a FPF se responsabilize pela realização dos testes até uma hora antes dos jogos

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: