Esposa de Jô reclama de críticas ao atacante do Corinthians: “Torcedores ingratos”

Jogador fez gol decisivo na vitória do Corinthians contra a Ponte Preta

Por: Amanda Oliveira | 08 março - 09:35

Neste último domingo (7), o Corinthians venceu a Ponte Preta por 2 a 1 pela terceira rodada do Campeonato Paulista. O gol decisivo foi marcado por Jô ao pegar rebote de um pênalti que ele mesmo cobrou.

Foto: Marcos Ribolli

Apesar de ter sido decisivo para a vitória do Timão, que finalmente encerrou uma sequência de sete jogos sem vencer, a esposa de Jô, Cláudia, fez uma série de vídeos desabafando nas redes sociais sobre as críticas dos torcedores ao atacante.

“Um recadinho para você torcedor modinha, torcedor fanfarrão, em que o gol é que vale e não a experiência, a história do jogador. Meu marido acabou de bater um pênalti, que não foi muito bem batido, mas com a experiência dele e com Deus ele sabia que a bola voltaria. Ele é o Jô. A história dele ninguém vai apagar. Muito me assusta os torcedores corintianos serem tão ingratos com ele, pela história no clube”, disse.

Foto: Reprodução/Instagram

“Não adianta mandarem directs, ficarem a semana toda me atormentando. Eu bloqueei comentário, mas vocês ficam o tempo todo atormentando a minha família, falando que meu marido está gordo, que ele não é o mesmo de 2017. Óbvio, estamos em 2021, eu não sou a mesma de 2017. Vocês têm que entender que a carreira de um jogador é feita de altos e baixos, existe um ser humano, existe sentimento, eles não são máquinas. Infelizmente a alegria do torcedor é quando a bola entra no gol e levanta o troféu para bater no peito que é corintiano. Mas não se esqueça que ele também é corintiano, ele também sofre quando o Corinthians perde, quando não consegue dar o melhor. Mas vocês não vão frustrar a vida do meu marido, ele ainda tem muita história para ser escrita”

ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Palmeiras acumula mais de R$ 200 milhões em premiações na temporada de 2020

Marinho deve desfalcar Santos na estreia da Libertadores contra o Deportivo Lara

Palmeiras conquista Copa do Brasil pela quarta vez e se torna o terceiro maior vencedor na lista dos campeões