Dia do Goleiro: Veja quem são os maiores arqueiros da história dos quatro grandes paulistas

Redação da Metropolitana reuniu os maiores goleiros da história do Corinthians, Santos, São Paulo e Palmeiras

Por: Thaynara Bernardo da Silva | 26 abril - 10:31

Nesta segunda-feira, dia 26 de abril, é comemorado o Dia do Goleiro no Brasil. A data homenageia a função do responsável por defender o gol durante os jogos de futebol.

A redação da Metropolitana reuniu os maiores goleiros da história dos principais clubes paulistas: Corinthians, Santos, São Paulo e Palmeiras. Confira:

Gol do Santos

Foto: Ivan Storti/ Santos FC

Corinthians

Ronaldo Giovanelli

Ronaldo é um dos jogadores com maior identificação com o Timão de todos os tempos. Tanto que antes da chegada de Cássio – que falaremos daqui a pouco -, Ronaldo era indiscutivelmente o maior de todos. O atual comentarista da Band conquistou cinco títulos pelo Corinthians, sendo três Paulistas (1988,1995 e 1997), uma Copa do Brasil (1995) e um Campeonato Brasileiro (1990). O goleiro disputou 602 partidas pelo Corinthians.

Cássio

O goleiro chegou ao Corinthians em 2012 para se tornar ídolo e o maior entre todos os goleiros que já vestiram a camisa alvinegra. Com mais de 400 jogos pelo clube, Cássio empilhou títulos pelo Timão nos últimos anos – Libertadores e Mundial (2012), Brasileirão (2015 e 2017), Recopa Sul-Americana (2013), além dos Estaduais (2013, 2017, 2018 e 2019). Ele continua sendo o dono da camisa 1 até hoje.

Santos

Manga

Agenor Gomes ficou conhecido como Manga e se tornou recordista em partidas disputadas pelo clube – foram 401 entre os anos de 1951 à 1960. Pelo Santos, Manga conquistou quatro Paulistas (1955, 1956, 1958 e 1960), além da Taça Rio-São Paulo de 1959. Mesmo tendo Pelé na equipe, o arqueiro foi fundamental para a primeira “era de ouro” do Santos.

Rodolfo Rodriguez

O estrangeiro deixou seu nome marcado na história do Santos. Rodolfo defendeu o Peixe em 255 partidas entre os anos de 1984 à 1988. No Santos, conquistou o Campeonato Paulista de 1984, sendo o grande nome da competição, ao lado de Serginho Chulapa. A grande defesa diante do América-SP é até hoje lembrada como uma das mais espetaculares de todos os tempos no futebol brasileiro.

São Paulo

Rogério Ceni

Indiscutivelmente, Ceni é considerado o maior ídolo que o clube já teve. O Mito, como é carinhosamente conhecido, disputou 1237 partidas, com 132 gols marcados. Ao todo, conquistou 18 títulos pelo Tricolor Paulista – os principais foram Libertadores e Mundial (2005), Campeonatos Brasileiros (2006, 2007 e 2008). Agora, o ex-goleiro é treinador do Flamengo.

King

Nivancir Innocêncio Fernandes, mais conhecido como King, foi o primeiro goleiro do São Paulo a formar o paredão. Defendeu clube na década de 30, e disputou 203 partidas com a camisa tricolor. Os Estaduais de 1943, 1945 e 1946 foram conquistados na era de King.

Palmeiras

Marcos

Marcos defendeu o Verdão em 534 jogos e é considerado por muitos como o maior nome da história da Sociedade Esportiva Palmeiras. O goleiro conquistou 13 títulos, sendo os principais a Copa do Brasil (1998) e a Libertadores (1999). Nas duas décadas que esteve na instituição, fez história, tanto nos títulos, quanto nos dois rebaixamentos do clube para a segunda divisão.

Velloso

O atual comentarista do Donos da Bola, na Band, foi responsável por defender o gol alviverde durantes um dos períodos mais vitoriosos da história do Palmeiras: a década de 90. Na época, Velloso se destacou nacionalmente e foi uma peça extremamente importante para os títulos do Campeonato Brasileiro (1994), Copa do Brasil (1998), além de boa participação na conquista da Libertadores em 1999 – Velloso foi antecessor de Marcos. Com a camisa 1 do Verdão, o goleiro disputou 458 partidas.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Ariel Holan pede demissão e não é mais técnico do Santos

Éder vira dúvida do São Paulo na Libertadores e clássico contra o Corinthians

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você