Defesa do Santos ainda é problema para Ariel Holan

O Peixe chega ao seu nono jogo seguido sofrendo gols

Por: Thaynara Bernardo da Silva | 08 abril - 07:38

Mesmo com a vitória sobre o San Lorenzo por 3 a 1, pela terceira fase da Pré-Libertadores, o Santos evidenciou um problema que tem afetado há algum tempo, o acumulo de gols sofridos.

Com o gol de Ángel Romero na terça-feira (6), o Peixe soma 16 gols levados em nove partidas seguidas, em média 1,7 tentos por jogo. A última vez que a defesa santista passou em branco foi no dia 17 de fevereiro, na vitória diante do Corinthians por 1 a 0, ainda pelo Campeonato Brasileiro 2020.

Defesa do Santos em cobrança de escanteio para o San Lorenzo

Foto: Ivan Storti/ Santos F.C.

Na partida contra o San Lorenzo, o problema ficou evidente quando o Santos sofreu o gol em um pequeno intervalo de tempo que os argentinos pressionaram, muito por conta da desatenção dos jogadores defensivos. Assim como na vitória sobre o Ituano, pelo Paulistão. O time do interior chegou com facilidade nos contra-ataques a partir de falhas na recomposição santista.

Aos poucos Ariel Holan está inserindo sua filosofia de jogo para tentar resolver o problemas. Inclusive, desde que o técnico assumiu, o Santos vem se portando de maneira diferente em sua linha defensiva – quase na linha do meio de campo.

Agora o Peixe tem uma semana para ajustar os erros defensivos e encerrar retrospecto negativo da defesa. O Santos volta a campo na próxima terça-feira (13), no Mané Garrincha, pelo jogo de volta da Pré-Libertadores contra o San Lorenzo.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Ângelo, do Santos, se torna jogador mais jovem a fazer um gol na Libertadores

Sandry passa por cirurgia no joelho e desfalca o Santos de seis a nove meses

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você