Decreto-Lei que proibiu o futebol feminino no Brasil completa 80 anos

Após Mundial Feminino em 2018, o futebol feminino começa a ganhar notoriedade do público e imprensa

Por: Thaynara Bernardo da Silva | 14 abril - 10:48

No dia 14 de abril de 1941, o então presidente do Brasil, Getúlio Vargas, baixou o Decreto-Lei 3.199 que proibia as mulheres a praticarem modalidades esportivas. Tal proibição durou por quatro décadas e ainda acarreta na falta de visibilidade do futebol feminino. A saber, a justificativa do governo é de que alguns esportes “eram incompatíveis com a natureza feminina”.

Durante a Ditadura Militar (1964-1985), o Conselho Nacional de Desportos (CND) citou os esportes proibidos por incitar a exploração sexual e financeira das meninas, além de serem considerados “antro de perdição”. Lutas, futebol, polo-aquático, rugby e beisebol foi alguma das modalidades impedidas.

Decreto-Lei proibindo futebol feminino

Foto: Reprodução/ Museu do Futebol

Após 80 anos da censura das mulheres nos esportes, podemos notar que tal feito atrasou o desenvolvimento do futebol feminino. Alguns pontos que podem ser notados é a diferença entre salários, cobertura da imprensa além de premiações. A partir da Copa do Mundo Feminina de 2018, a modalidade tem ganhado notoriedade nos canais esportivos.

Dessa forma, competições como o Campeonato Brasileiro A1 e Libertadores Feminina começaram a ter seus jogos transmitidos nas grades das emissoras da TV aberta. Aliás, o Brasileirão Feminino A1 começa no próximo fim de semana, e a Band transmite Palmeiras x Ferroviária.

Brasileirão Feminino 2021 vem aí, confira os jogos:

17/04 – Sábado

17h – São Paulo x Grêmio

19h – Corinthians x Napoli

20h – Internacional x Santos

18/04 – Domingo

15h – São José x Kindermann

15h – Flamengo x Minas Brasília

15h – Botafogo x Bahia

17h – Cruzeiro x Real Brasília

20h – Palmeiras x Ferroviária

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Mancini afirma que escalação de Luan não tem nada a ver com crítica do jogador em entrevista

Renovação de contrato de Neymar com o PSG está garantida, diz imprensa francesa

Marinho se desculpa por postura após substituição no Santos: “Minha atitude foi péssima!”

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você