Com saída de jogadores, Santos planeja reduzir R$ 2,3 milhões em salários

Além de empréstimos, o presidente Andres Rueda negocia para renovar com Kaio Jorge, Sánchez e Copete

Por: Thaynara Bernardo da Silva | 25 março - 10:03

O Santos vive uma grave crise financeira desde o começo de 2020. Para piorar, o Peixe está proibido pela FIFA de inscrever novos jogadores, por causa da dívida com o Huachipato, do Chile. Essa dívida é referente a compra do atacante Soteldo, em 2019, por US$ 3,5 milhões que nunca foram pagos.

Com o intuito de aliviar os cofres, o Comitê de Gestão decidiu que o clube precisaria reduzir em R$ 2,3 milhões a folha salarial de todos os departamentos. A demissão de alguns funcionários e a redução nos custos de viagens, como tamanho da delegação em partidas como visitante e gastos em hotéis, por exemplo, foram feitas.

Presidente do Santos, Andres Rueda

Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/ Santos F.C.

Redução no elenco

Agora, o presidente Andres Rueda tenta diminuir o elenco. Algumas transferências e empréstimos foram feitos como os casos de Romário e Taílson, emprestados ao Coritiba; Arthur Gomes, ao Atlético-GO e Felippe Cardoso ao Vegalta Sendai, do Japão. Outros atletas podem estar de saída do Peixe: Laércio está bem próximo de um acerto com a Chape, além de Sabino que interessa São Paulo e Atlético-GO.

Entretanto, Luiz Felipe, muito criticado pela torcida, não pretende deixar o Peixe e espera uma oportunidade com o técnico Ariel Holan. A saber, o zagueiro recebeu sondagens de Juventude e Chapecoense, e tem vínculo com o Santos até 2024. De acordo com o portal de transparência do Santos, o clube gasta R$ 8 milhões brutos em salários – levando em consideração o departamento de futebol e todo setor administrativo.

Renovações

Por outro lado, o Santos pensa em garantir as principais peças do atual elenco, como é o caso de Kaio Jorge. O artilheiro do Peixe na Libertadores 2020 tem vínculo com o clube até dezembro de 2021, e os empresários do atacante mal falavam com os ex-presidentes José Carlos Peres e Orlando Rollo.

A ideia do mandatário alvinegro é valorizar Kaio Jorge financeiramente, tê-lo no primeiro semestre e vendê-lo na próxima janela internacional, entre julho e agosto. Essa condição agrada o atleta e seus familiares. O Santos espera tratar sobre salários e demais cláusulas de um acordo para avançar na renovação.

Além da joia, o Santos iniciou conversas com os estafes de Carlos Sánchez e Copete, que possuem contrato com o Peixe até 2021. Os vencimentos dos estrangeiros é considerado alto, e por meio de conversas o Santos saberá se pode ou não contar com os jogadores nas próximas temporadas. A informação é do site ATribuna.com.

LEIA MAIS

Dupla não está nos planos de Ariel Holan e Santos cogita rescisão

Soteldo tem autorização para voltar ao Brasil, mas falta de voos atrapalha o Santos

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você