Atividades esportivas são proibidas novamente em Brasília após determinação do TRF ao retornar o lockdown no Distrito Federal

O Governador Ibaneis Rocha tenta recorrer para a realização das partidas

Por: Julia Simões Romano | 08 abril - 17:03

Nesta quinta-feira (08), o Tribunal Regional Federal da 1a Região (TRF-1) estabeleceu o retorno do lockdown no Distrito Federal. Desse modo, atividades esportivas são proibidas por não serem consideradas serviços essenciais.

Neste domingo (11), a decisão da Supercopa do Brasil, entre Flamengo e Palmeiras, estava marcada para ser realizada no Mané Garrincha. Além das partidas entre Santos e San Lorenzo, na terça-feira (13), pelo retorno do confronto da pré-Libertadores, e entre Palmeiras e Defensa y Justicia, na quarta-feira (14), pelo jogo de ida da Recopa Sul-Americana.

Atividades esportivas voltam a ser proibidas em Brasília após determinação do TRF ao retornar o lockdown no Distrito Federal

Foto: Getty Images

Segundo o Globo Esporte, a CBF até o momento não vai se pronunciar sobre a realização da Supercopa do Brasil no domingo. O campeão brasileiro, Flamengo, mantém a programação estabelecida e aguarda a reversão da determinação feita. Já o Palmeiras, atual campeão da Copa do Brasil, ainda não se pronunciou sobre as ordens estabelecidas em Brasília.

“(…) há uma escalada no risco de iminente colapso do serviço de saúde público e privado no DF, não se justificando, dessa maneira, o relaxamento de tais medidas, enquanto não reduzidos os índices de contaminação e de capacidade de atendimento e tratamento às enfermidades decorrentes do contágio do coronavírus”, comentou o desembargador Souza Prudente sobre a não redução da pandemia de Covid-19 no DF, em um trecho ao anunciar a decisão tomada.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Na preparação para o confronto da Supercopa do Brasil, o Palmeiras realiza treinamento no CT do San Lorenzo

Atual artilheiro do Junior Barranquilla e emprestado pelo Palmeiras, Borja vira destaque no perfil da Conmebol

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você