Após empate com Palmeiras, Mancini elege Roni o melhor em campo e celebra atuação do Corinthians

Clássico terminou em 2x2

Por: Amanda Oliveira | 04 março - 07:02

Após o empate por 2 a 2 contra o Palmeiras na Neo Química Arena pela segunda rodada do Campeonato Paulista, o técnico do Corinthians, Vagner Mancini, falou em coletiva de imprensa sobre o desempenho do time alvinegro em campo.

Segundo ele, a chuva que caiu na Neo Química Arena ajudou o Timão: “Acho que a chuva veio num momento importante, o Palmeiras era superior, com dois gols de vantagem. A chuva equilibrou as coisas. Mas o grande momento do Corinthians foi no segundo tempo, um pouco de chuva e um pouco sem chuva. Assim como no Allianz ela tirou o ímpeto do Corinthians. A gente se encaixou melhor quando entendeu o jogo. A gente se adequou mais rapidamente ao jogo do que o Palmeiras, mas a virada foi na segunda etapa. O time voltou diferente, marcou melhor, encurtou, não deu espaços, valorizou mais a bola, brigou no meio-campo, que foi a dificuldade no começo da partida”.

Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Apesar do empate, Mancini celebrou a atuação do Corinthians em meio aos grandes desfalques por Covid-19 e outras lesões. Antes da partida, o técnico ainda ficou sem Léo Natel, que sentiu dores na perna, e Camacho, que sentiu febre e foi afastado por suspeita de Covid-19.

“Temos que enaltecer o Corinthians, o time foi montado na palestra. Perdemos mais dois. Não fizemos um treino tático, embora seja um time que faça parte do elenco, com treinos diários, mas para esse jogo foi na palestra. Isso oferece talvez uma facilidade ao rival até que as peças se encaixem. Hoje, encaixou após o segundo gol. Não funcionava antes. Voltou diferente na segunda etapa”, disse.

Na coletiva, Mancini também escolheu seu melhor em campo: Roni. “A opção pelo Roni foi para ter jogador aguerrido que fizesse o que ele fez na partida. Foi nosso melhor jogador em campo pela dinâmica de jogo. Bate lá na frente e volta, ser o segundo homem de meio-campo, já jogou em função do Ramiro, mais aberto. A intenção era de apertar a marcação adiantada. E nossa opção do Cantillo mais atrás é em cima da melhor característica: saída de bola. Em Bragança, usamos entre os zagueiros, tem bom passe, boa virada de jogo. Perdemos atletas nesta partida, a principal jogada é virada de jogo no Fagner. Hoje o Bruno Méndez aproveitou um pouco”, declarou.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Palmeiras ignora clássico contra o Corinthians nas redes sociais após não conseguir adiamento

Surto de Covid-19 em jogadores pode fazer Corinthians ficar desfalcado por até quatro jogos

 

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você