Andres Rueda, presidente do Santos, não concorda com a antecipação do uso das vacinas no futebol

Em entrevista para o Seleção SporTV, o presidente opinou ser “desumano”

Por: Julia Simões Romano | 13 abril - 17:15

Nesta terça-feira (13), o presidente do Santos, Andres Rueda, no programa Seleção SporTV, opinou sobre a disponibilização da Conmebol em oferecer vacinas para imunizar os profissionais do futebol do novo coronavírus.

“Não vejo com bons olhos. Acho que no momento que a sociedade está vivendo, você começa a dar vantagens para algum nicho, acho meio desumano. Por que eu vou tomar vacina na frente do carregador de papelão na rua? Não vejo com bons olhos. Vidas não têm preço, se é real, se é dólar, isso está acima dessa questão.”, diz Andres.

Andres Rueda, presidente do Santos, não concorda com a antecipação do uso das vacinas no futebol

Foto: Divulgação/Santos FC

Além disso, o presidente comentou sobre a possibilidade de contratar jogadores para compor o elenco do Santos após acabar com a dívida, por punição da Fifa, da contratação do jogador Soteldo. O clube ainda segue impedido de contratar novos jogadores.

“A gente tem que pagar essa dívida porque ela foi contraída. A gente comprou um jogador há dois anos e não foi pago nada. É vergonhoso. Foi benéfico esse tempo em que o clube não pôde contratar. Abriu espaço para jogadores da base. Pretendemos resolver esse problema pontual do Soteldo e voltar a contratar, mas o Santos vai fazer contratações pontuais. Não vamos contratar por contratar. A gente não tem condição, não pode errar. A gente vai trabalhar com perfis”, comentou o dirigente.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jamal Murray, armador do Denver Nuggets, está fora da temporada 2020/21 da NBA após lesionar o joelho

Por conta da situação do novo coronavírus no país, o Brasil é impedido de disputar o Sul-Americano feminino de basquete

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você