Coronavírus: Saiba quais estabelecimentos podem funcionar na quarentena de São Paulo

Medida para conter o avanço do coronavírus passa a valer nesta terça-feira (24)

Por: Amanda Oliveira | 24 março - 10:00

Começou a valer oficialmente, nesta terça-feira (24), a quarentena decretada nos 645 municípios do estado de São Paulo, como anunciou o governador João Doria nos últimos dias. A medida é uma ação para tentar conter o avanço do novo coronavírus.

A quarentena está prevista para até 7 de abril, mas pode ser estendida. Ela determina o fechamento obrigatório de comércios e outros estabelecimentos, mantendo apenas serviços essenciais. Confira o que pode e o que não pode funcionar neste período:

Devem fechar as portas:

  • Comércio;
  • Bares;
  • Restaurantes;
  • Cafés;
  • Casas noturnas;
  • Shopping centers e galerias;
  • Academias e centros de ginástica;
  • Espaços para festas, casamentos, shows e eventos;
  • Escolas públicas ou privadas.

Observação: Bares, cafés e restaurantes podem continuar atendendo em sistema de delivery e/ou drive thru.

Podem manter funcionamento:

  • Hospitais, clínicas, farmácias e clínicas odontológicas;
  • Transporte público, táxis e aplicativos de transporte;
  • Transportadoras e armazéns;
  • Empresas de telemarketing;
  • Petshops;
  • Deliverys;
  • Supermercados, mercados, açougues e padarias (sem consumo no local);
  • Limpeza pública;
  • Bancas de jornais;
  • Bancos, lotéricas e correspondentes bancários;
  • Postos de combustível.

Foto: Sebastiao Moreira/EFE

Pandemia de coronavírus

Recentemente, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou oficialmente que estamos vivendo uma pandemia do novo coronavírus.

Diferentemente de epidemia, este termo é usado quando uma doença atinge diversos continentes do mundo com transmissão sustentada entre pessoas. Este tipo de contágio se dá quando um paciente infectado não visitou um país afetado e transmite o vírus para outra pessoa, que também não viajou.

“Nas últimas duas semanas, o número de casos de Covid-19 fora da China aumentou 13 vezes e a quantidade de países afetados triplicou. Temos mais de 118 mil infecções em 114 nações, sendo que 4 291 pessoas morreram”, disse Tedros Ghebreyesus, diretor-geral da OMS. Segundo ele, a confirmação da pandemia não muda a avaliação da OMS da ameaça representada pelo vírus.

“Estamos chamando todos os países para ativar e intensificar mecanismos emergenciais de resposta, buscar casos suspeitos, isolar, testar e tratar todo episódio de Covid-19, além de traçar as pessoas que tiveram contato com ele. Preparem-se, detectem, protejam, tratem, reduzam o ciclo de transmissão, inovem e aprendam”, concluiu.

LEIA MAIS:

Coronavírus: Apresentador do Jornal Nacional tem estado grave e respira com ajuda de aparelhos

Coronavírus: Atriz de “La Casa de Papel” recebe diagnóstico e é isolada

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você