Coronavírus: Pink e filho de três anos testaram positivo e se recuperaram

Artista anunciou uma doação milionária para ajudar no combate à pandemia

Por: Amanda Oliveira | 04 abril - 11:37

Pink usou seu Instagram para revelar aos seus fãs que foi diagnosticada com coronavírus cerca de duas semanas atrás, assim como seu filho de três anos.

Foto: Reprodução/Instagram

Na publicação, ela explicou que os dois fizeram o isolamento e já estão curados. Além disso, a artista também anunciou uma doação de US$ 1 milhão para ajudar no combate à pandemia do vírus. O valor será distribuído para duas instituições de saúde dos Estados Unidos.

Confira o texto completo da cantora:

“Duas semanas atrás, eu e meu filho mais velho, Jameson, de 3 anos, apresentamos alguns sintomas da Covid-19. Felizmente, nosso clínico geral tinha acesso a exames e eu testei positivo. Minha família já estava em isolamento em casa e continuamos assim nas últimas semanas, seguindo as instruções do nosso médico. Alguns dias atrás, refizemos os testes e, felizmente, deu negativo”, contou.

“É um fracasso absoluto que nossos governantes não tornem os testes mais amplamente acessíveis. Essa doença é séria e real. As pessoas precisam saber que essa doença afeta jovens e idosos, pessoas saudáveis e não saudáveis, ricos e pobres, e nós precisamos fazer testes gratuitos e amplamente acessíveis para proteger nossas crianças, famílias, amigos e nossa comunidade”, continuou.

“Em apoio aos profissionais da saúde que estão na linha de frente desta batalha, estou doando US$ 500 mil Fundo de Emergência do Hospital da Universidade Temple, na Filadélfia, em homenagem à minha mãe, Judy Moore, que trabalhou lá por 18 anos no centro de cardiopatia e transplante de coração”, a cantora anunciou. Ela acrescentou que doará outros US$ 500 mil para o Fundo de Emergência para a crise de Covid-19 da cidade de Los Angeles.

“Obrigada a todos os profissionais de saúde e a todos os que estão trabalhando duro para proteger nossos entes queridos. Vocês são heróis. As duas próximas semanas serão cruciais. Por favor, fiquem em casa. Por favor. Fiquem. Em. Casa”, Pink encerrou.

Pandemia de coronavírus

Recentemente, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou oficialmente que estamos vivendo uma pandemia do novo coronavírus.

Diferentemente de epidemia, este termo é usado quando uma doença atinge diversos continentes do mundo com transmissão sustentada entre pessoas. Este tipo de contágio se dá quando um paciente infectado não visitou um país afetado e transmite o vírus para outra pessoa, que também não viajou.

“Nas últimas duas semanas, o número de casos de Covid-19 fora da China aumentou 13 vezes e a quantidade de países afetados triplicou. Temos mais de 118 mil infecções em 114 nações, sendo que 4 291 pessoas morreram”, disse Tedros Ghebreyesus, diretor-geral da OMS. Segundo ele, a confirmação da pandemia não muda a avaliação da OMS da ameaça representada pelo vírus.

“Estamos chamando todos os países para ativar e intensificar mecanismos emergenciais de resposta, buscar casos suspeitos, isolar, testar e tratar todo episódio de Covid-19, além de traçar as pessoas que tiveram contato com ele. Preparem-se, detectem, protejam, tratem, reduzam o ciclo de transmissão, inovem e aprendam”, concluiu.

LEIA MAIS:

Coronavírus: Saiba quais estabelecimentos podem funcionar na quarentena de São Paulo

Coronavírus: Comitê Olímpico Internacional anuncia nova data das Olimpíadas de Tóquio

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você