Coronavírus: Estádio do Pacaembu começa a receber leitos para atender pacientes

Mais leitos também serão construídos no Sambódromo do Anhembi

Por: Amanda Oliveira | 23 março - 07:02

Como uma das medidas anunciadas pela Prefeitura e o Governo de São Paulo, o estádio do Pacaembu já começou a construir leitos para receber pacientes com coronavírus.

No estádio serão colocados 202 leitos para atender pessoas com baixa complexidade hospitalar da doença, de forma que os hospitais tenham mais espaço para tratar os pacientes com estado mais grave. Além do estádio, mais 1.800 leitos também serão colocados no Sambódromo do Anhembi.

Os pacientes que serão tratados nesses leitos serão definidos pela Secretaria Municipal de Saúde, após passarem por uma triagem em outros hospitais ou unidades básicas de saúde.

A tenda no estádio tem 6.300 metros e está sendo erguida por 80 funcionários. A previsão da prefeitura é de que a obra seja entregue em até 10 dias.

Confira algumas imagens:

  • 1/3 Foto: Reprodução
  • 2/3 Foto: Reprodução
  • 3/3 Foto: Reprodução

Pandemia de coronavírus

Recentemente, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou oficialmente que estamos vivendo uma pandemia do novo coronavírus.

Diferentemente de epidemia, este termo é usado quando uma doença atinge diversos continentes do mundo com transmissão sustentada entre pessoas. Este tipo de contágio se dá quando um paciente infectado não visitou um país afetado e transmite o vírus para outra pessoa, que também não viajou.

“Nas últimas duas semanas, o número de casos de Covid-19 fora da China aumentou 13 vezes e a quantidade de países afetados triplicou. Temos mais de 118 mil infecções em 114 nações, sendo que 4 291 pessoas morreram”, disse Tedros Ghebreyesus, diretor-geral da OMS. Segundo ele, a confirmação da pandemia não muda a avaliação da OMS da ameaça representada pelo vírus.

“Estamos chamando todos os países para ativar e intensificar mecanismos emergenciais de resposta, buscar casos suspeitos, isolar, testar e tratar todo episódio de Covid-19, além de traçar as pessoas que tiveram contato com ele. Preparem-se, detectem, protejam, tratem, reduzam o ciclo de transmissão, inovem e aprendam”, concluiu.

LEIA MAIS:

Coronavírus: Apresentador do Jornal Nacional tem estado grave e respira com ajuda de aparelhos

Coronavírus: Atriz de “La Casa de Papel” recebe diagnóstico e é isolada