Filmes lançados em serviços de streaming poderão concorrer ao Oscar 2021

Decisão foi tomada por conta da pandemia do novo coronavírus

Por: Amanda Oliveira | 29 abril - 10:23

Nesta terça-feira (28), a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas anunciou algumas alterações nas regras de elegibilidade ao Oscar.

Entre as mudanças, segundo uma nota publicada pela “Variety”, está a determinação de que filmes não lançados em salas de cinema vão poder concorrer aos prêmios. Ou seja, produções lançadas somente em serviços de streaming poderão ser indicados ao Oscar 2021.

Foto: Reprodução/Instagram

Antes, era preciso que os filmes concorrentes tivessem sido exibidos por, no mínimo, sete dias em salas de cinema. Contudo, como a medida é causada por conta da pandemia de coronavírus, a regra determina que o longa tenha tido seu lançamento em pontos físicos afetado pela doença para chegar à mesa dos avaliadores, como é o caso de diversos filmes que tiveram suas estreias adiadas ou suspensas desde que o surto começou. Isto significa que a nova regra só inclui produções que seriam lançadas nos cinemas, mas tiveram que se adaptar à situação atual.

“A Academia acredita firmemente que não há forma melhor de vivenciar a magia dos filmes do que vê-los no cinema. Nosso comprometimento é permanente (…) Mesmo assim, a trágica pandemia do coronavírus requer essa exceção temporária às nossas regras de premiação. A Academia apoia nossos membros e colegas durante esse tempo de incerteza. Nós reconhecemos a importância de seus trabalhos serem vistos e celebrados, especialmente agora que o público aprecia filmes mais do que nunca”, David Rubin e Dawn Hudson, presidente e CEO da Academia, informaram na nota.

Quando a situação do coronavírus for controlada e as salas de cinema forem liberadas, a nova medida será suspensa e as regras antigas voltam a valer.

VEJA TAMBÉM:

“Parasita” faz história no Oscar 2020; Confira a lista completa de vencedores!