Paula será intimada a depor na Delegacia de Crimes Raciais ao sair do BBB19

A polícia avisou que segue apurando o caso

Por: Alefy Soares | 12 março - 18:03

A participante do Big Brother Brasil, Paula, será intimidada a depor na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) após deixar o reality. A sister é acusada de e racismo e intolerância religiosa por causa de suas declarações no programa.

A polícia não deu mais detalhes, apenas deixou claro que as investigações estão em andamento. A irmã de Paula, Mônica Von Sperling, se pronunciou sobre o caso: “É impossível ela ser racista porque somos de uma família de ascendência africana. Ela, inclusive, teve dois namorados negros. Sobre a questão religiosa, apesar de sermos católicos, já frequentamos centros espíritas e igrejas evangélicas. Isso não existe”.

Paula gera polêmica ao falar de doação de órgãos no BBB19: “Como vou chegar no céu sem olho?”

Foto: Reprodução/Instagram

Recentemente, em um vídeo recuperado nas redes sociais, Paula e Hariany apareceram conversando sobre os “absurdos” ditos pela mineira dentro confinamento. Durante o bate-papo, as sisters dão risada e Paula sugere que a Globo será processada por seus comentários.

“Vem para cá, sua ‘humor negro’”. Essa pessoa foi a mais votada por debochar e rir do problema alheio. E por isso, resolvemos que você está fora do programa”, disse Hariany.

Foto: Reprodução/Instagram

 

“A Globo vai ser processada de tanto bullying que eu estou fazendo no programa. Eu sou terrível. Mas não é por maldade, é que é legal, acho engraçado”, disparou Paula.

Deixe seu comentário