Mãe de Vanderson, do “BBB 19”, chora ao defender o filho de acusação de agressão

O participante do reality show está sendo acusado de agredir uma ex-namorada

Por: João Paulo Soares | 11 janeiro - 12:59

Após ter sido acusado de agredir a ex-namorada, Vanderson Brito, um dos novos participantes do Big Brother Brasil 19, se envolveu em uma grande polêmica. Nesta sexta-feira (11), a família do professor se reuniu em uma transmissão ao vivo, no Instagram, para falar sobre o caso.

Foto: Reprodução/Instagram

Ex de Vanderson, do “BBB 19”, fala sobre agressões que sofreu: “Ele puxava meu cabelo”

Nilza, mãe do participante, lamentou a repercussão e foi às lágrimas ao defender o filho. “Essa pessoa sendo divulgada não é meu filho, eu não conheço essa pessoa. Estou sofrendo muito com tudo isso que estão fazendo com meu filho. Por favor, parem com isso. Ele não é essa pessoa horrível que vocês estão dizendo”, disse. “Me orgulho muito dele. Vocês vão ver que ele é outra pessoa na casa. Ele é muito carinhoso, respeita todo mundo”, continuou ela.

Vanderléa, uma das irmãs do professor, também opinou sobre o assunto. “Essa imagem negativa não existe. Isso é uma armadilha contra ele. A gente sabe quem ele é, todas as pessoas que conhecem meu irmão sabem que ele é do bem”, defendeu.

Entenda o caso

Na última quinta-feira (10), após a confirmação dos novos participantes do “BBB 19”, Maíra Menezes, uma ex-namorada de Vanderson, foi às redes sociais para denunciar que havia sido agredida por ele no passado.

Foto: Reprodução/Instagram

Gleici se posiciona sobre participante do BBB19 acusado de agressão: “Não vai ter vez”

“Agressor de mulheres no BBB. Imagina você abrir seu celular cheio de mensagens de amigas perguntando como eu estava. O rosto do meu agressor estava por toda parte, por toda a internet. Meu Deus, só eu sei o que eu vivi. Típico relacionamento abusivo que terminou com uma agressão. Eu terminei ainda amando, mas sabia que ele ia me bater de novo. Na época, com 18/19 anos, não tive coragem de fazer a denúncia. Anos depois, todo esse sofrimento me fez amadurecer e me fez feminista. Eu não sou a única. Sofri muito na época porque ninguém acreditou em mim, mas a verdade aparece e esse ano é ano de OGUM!”, disse Maíra.

Por meio de sua assessoria de comunicação, a TV Globo divulgou uma nota sobre o caso. “A Globo é veementemente contra qualquer tipo de violência, mas cabe às autoridades competentes a apuração de denúncias como a que está sendo feita. Se assim for, a Globo tomará medidas, como já fez em outras edições do programa”, diz o comunicado.

Deixe seu comentário