BBB21: Karol Conká tem fala criticada e famosos se posicionam na internet

Cantora teria questionado forma de falar de Juliette, participante do reality que é paraibana

Por: David Mesquita | 29 janeiro - 17:02

Os comentários da cantora Karol Conká no BBB21, feitos na manhã desta sexta-feira (29), levaram a palavra ‘xenofobia’ aos trending topics do Twitter, gerando discussão entre famosos e anônimos. Em uma conversa com as participantes Sarah e Thais, ambas do grupo Pipoca, a rapper criticou Juliette, outra integrante do reality, pela forma de falar e pelo comportamento com outros “brothers”.

“Aí as pessoas dizem: não, é o jeito, porque lá na terra dessa pessoa é normal falar assim”, comentou, inicialmente, ao falar sobre formas de expressão na “casa mais vigiada do Brasil”.

Entretanto, ao continuar com o assunto, Karol resolveu fazer referência ao local onde nasceu, o que levou ao debate entre os espectadores do reality show nas redes sociais. “Eu sou de Curitiba, entendeu? É uma cidade muito reservadinha, por mais que eu seja artista e rode o mundo, eu tenho os meus costumes”, mencionou.

Além disso, a rapper também citou a educação ao gesticular exemplificando como seria uma conduta inadequada. “Tipo, eu tenho muita educação para falar com as pessoas, eu tenho meu jeito brincalhão, eu brinco, mas reparem que eu não invado, eu não passo. Eu não desrespeito, eu não falo nem pegando nas pessoas”, concluiu.

Posicionamento

Não demorou muito até que as declarações da cantora repercutissem de forma negativa. Na Internet, artistas como Whindersson Nunes e Wesley Safadão, nascidos no Piauí e no Ceará, respectivamente, se posicionaram.

“Tenho muito orgulho do meu Nordeste”, escreveu o cantor de forró. Enquanto isso, Whindersson resolveu citar o nome do estado onde nasceu e carrega em tatuagem no corpo ao dizer: “Pois eu sou do Piauí e muito bem educado”.

Em meio ao crescimento de citações a estados como a Paraíba e Curitiba, Flay, cantora e ex-BBB, também se pronunciou sobre o caso. Em uma série de postagens, a também paraibana questionou o desrespeito com outras regiões brasileiras e citou a participação feita por ela na edição de 2020 para fazer paralelo com a situação.

“Nojo desse papo de discriminação com a cultura do Nordeste. Me dá ânsia de tanto nojo. Nós somos calorosos, gostamos do contato, somos expressivos, somos alegres e espalhafatosos sim, mas isso não significa que no nosso lugar a gente não aprende a ter educação e respeito”, disse.

Em seguida, usou a rede para pedir respeito à Juliette. “Eu não vou ficar calada enquanto a perseguição com o paraibano se repete”, completou.

No perfil de Karol

Em resposta às mobilizações, o perfil oficial da Karol Conká publicou comunicado após a repercussão. Na imagem, a equipe responsável pelas redes sociais da artista, alegou que algumas colocações pessoais podem significar deslizes.

“A conversa da Karol, quando ela relaciona o termo “educação” à cidade de Curitiba, tem muito mais a ver com a intenção de se mostrar mais reservada, sem que isso seja bom ou ruim; apenas uma característica de comportamento”, diz parte da mensagem.

“Pelo tanto que a conhecemos, ela jamais seria xenofóbica ou deixaria de reconhecer o erro na sua fala, que tanto se preocupa em ser instrumento de emancipação para todes que se veem representados pela sua arte”, completou a comunicação da artista.

MAIS DE BBB21:

BBB21: Confira como será a dinâmica da primeira chamada do temido Big Fone

BBB21: Camilla de Lucas revela que deixou documento para processar ataques racistas enquanto estiver confinada no reality

Confira tudo que rolou no mundo dos famosos:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você