As proibições mais sem noção feitas em escolas

Conheça as regras mais bizarras

Por: Alefy Soares | 24 julho - 6:30 PM | comentários

Conheça diretores meio birutas que fazem de tudo por seus alunos. Principalmente, criar regras sem noção.

Contato físico: 

proibido!

Com o intuito de evitar que os alunos se machucassem, foram banidos futebol, basquete, pega-pega, high-fives…

Facebook

escola

Para evitar o bullying, a escola proibiu a rede social. Dentro e fora da escola. Os alunos infratores tiveram que pagar US$100 de multa. Corrigido pra reais, hoje, deve alcançar milhões…

A palavra “dinossauro”

escola

A justificativa era que podia gerar “emoções desagradáveis”. Vai entender…

Canetas e lápis

escola

Uma professora um tanto quanto paranóica e dada a teorias da conspiração proibiu qualquer material que pudesse ser usado pra construir armas, como lápis. A pergunta que não quer calar é: as crianças só escreviam com pintura a dedo?

Melhores amigos

escola

Em Londres, você poderia ter amigos. Mas não melhores amigos, pra ninguém se sentir excluído.

Garotas carecas

escola

O pai de uma menina de 9 anos teve cancêr, e, em um ato solidário, ela raspou a cabeça. O diretor falou que o corte violava o código de vestimenta e não a deixou entrar na escola.

Abraços

escola

O Manual da escola dizia que “demonstrações de afeto são de mau gosto e indicam falta de bom senso”. Uma menina de 13 anos abraçou suas meninas em uma despedida e foi suspensa por dois dias! Se fosse aqui no Brasil…

Lol e 🙂

escola

Uma escola proibiu gírias de internet no anuário. Os pais zoaram tanto que o diretor mudou de ideia

Ganhar algum jogo

escola

Vitórias e perdas poderiam traumatizar algum aluno. Então, qualquer jogo que houvesse um perdedor foi banido.

Bolas

escola

O pai de um aluno entrou no meio do futebol das crianças e levou uma bolada. Desse dia em diante, bolas foram PROIBIDAS! #DeixaOMeninoJogar

Sacos de papel

escola

Nos EUA, as crianças levam seus almoços nesses sacos. Mas, como cada criança levava uma coisa diferente, ela sugeriu “sutilmente” que todos começassem a comer na escola.

Protetor solar

escola

Duas irmãs tiveram que ir ao hospital por conta de queimaduras do sol. A professora, então, disse que era um medicamente e não poderia ser aplicado.

Dicionários

escola

Uma criança de 9 anos leu a definição de “oral”, e o livro foi banido. Ainda bem que nessa idade ainda não têm livros de biologia!

Jo-ken-po

escola

Aparentemente, estavam com medo que as crianças se apedrejassem de fato.

Sentar no chão

escola

A justificativa da diretora era que existiam bancos. Logo, nada de sentar no chão.

Qual regra você achou mais sem noção? Não esqueça de deixar a sua opinião nos comentários!

Deixe seu comentário