Naldo Benny é condenado a 4 meses de prisão após agredir Moranguinho

Porém, o cantor não irá cumprir a pena caso participe de um grupo reflexivo para homens

Por: Alefy Soares | 14 junho - 7:52 PM | comentários

De acordo com o Jornal Extra, Naldo Benny recebeu sua punição, após agredir a esposa, Ellen Cardoso, mais conhecida como Moranguinho. O cantor foi condenado a 4 meses de detenção.

Após sofrer agressão de Naldo, Mulher Moranguinho se declara para o cantor: “Um grande exemplo”

A sentença foi atribuída  no dia 30 de maio pela juíza Ana Paula Melduque Migueis Laviola, do 3º Juizado de Violência Doméstica de Jacarepaguá.

Naldo recebeu a pena mínima por dois crimes: ameaça e lesão corporal decorrente de violência, mas não cumprirá a pena. O cantor foi contemplado com o benefício de suspensão condicionada da pena por 2 anos, mediante o cumprimento de alguns requisitos, como a “participação em um grupo reflexivo para homens, sobre violência doméstica e familiar contra a mulher”.

Caso ele descumpra o que foi imposto, o cantor terá que cumprir a pena.

Ellen Cardoso, a Moranguinho, comentou porque perdoou Naldo

Ellen Carsoso, mais conhecida como Mulher Moranguinho deu uma declaração emocionante, contando sobre a agressão sofrida pelo seu marido Naldo Benny e sobre o motivo de tê-lo perdoado.

“Talvez as pessoas hoje não entendam o por que da escolha de estar junto, o por que da escolha de tentar de novo. E para quem não entende, eu só posso dizer uma palavra: amor. É a única palavra que define isso”, diz ela.

A modelo afirma que acredita na mudança de Naldo:

“Tenho a total certeza o quanto era necessário passar por tudo isso. Era necessário viver isso. Era necessário para o nosso amadurecimento, o nosso crescimento, e para que a gente pudesse ser ainda mais feliz, para o bem da nossa união, da nossa família. Mas que para mim hoje, o mais importante era o enorme desejo que a gente tem dentro da gente de consertar as coisas, de fazer tudo direito e de, principalmente, de fazer um ao outro muito feliz”.

Deixe seu comentário